Vingança ou Misericórdia? Descubra 1 Samuel 24!

0

O capítulo 24 de 1 Samuel nos traz um momento emocionante da história bíblica. Nele, Davi enfrenta seu inimigo Saul, mas ao invés de retaliar, ele mostra misericórdia. Davi, que foi ungido por Deus como rei de Israel, resiste à tentação de se vingar e, em vez disso, mostra a Saul o amor e o respeito que ele merece. Este é um exemplo maravilhoso de como, mesmo diante de nossos inimigos, devemos manter um coração de amor e misericórdia, como Jesus ensinou. Esta passagem nos mostra claramente que a verdadeira grandeza está em viver de acordo com os princípios de Deus e não na vingança. Que possamos seguir o exemplo de Davi e honrar a Deus com nossas vidas!

Salmo 1 Samuel 24

Conteúdo

Tabela sobre 1 Samuel 24

Personagem Lição
Saul A importância de perdoar aqueles que nos fazem mal.
Davi O poder da misericórdia e da bondade.

1 Samuel 24

1 E sucedeu que, voltando Saul de perseguir os filisteus, anunciaram-lhe,
dizendo: Eis que Davi está no deserto de En-Gedi.

2 Então tomou Saul três mil homens, escolhidos dentre todo o Israel, e foi em
busca de Davi e dos seus homens, até sobre os cumes das penhas das cabras
montesas.

3 E chegou a uns currais de ovelhas no caminho, onde estava uma caverna; e
entrou nela Saul, a cobrir seus pés; e Davi e os seus homens estavam nos fundos
da caverna.

4 Então os homens de Davi lhe disseram: Eis aqui o dia, do qual o Senhor te diz:
Eis que te dou o teu inimigo nas tuas mãos, e far-lhe-ás como te parecer bem aos
teus olhos. E levantou-se Davi, e mansamente cortou a orla do manto de Saul.

5 Sucedeu, porém, que depois o coração doeu a Davi, por ter cortado a orla do
manto de Saul.

6 E disse aos seus homens: O SENHOR me guarde de que eu faça tal coisa ao meu
senhor, ao ungido do SENHOR, estendendo eu a minha mão contra ele; pois é o
ungido do SENHOR.

7 E com estas palavras Davi conteve os seus homens, e não lhes permitiu que se
levantassem contra Saul; e Saul se levantou da caverna, e prosseguiu o seu
caminho.

8 Depois também Davi se levantou, e saiu da caverna, e gritou por detrás de
Saul, dizendo: Rei, meu senhor! E, olhando Saul para trás, Davi se inclinou com
o rosto em terra, e se prostrou.

9 E disse Davi a Saul: Por que dás tu ouvidos às palavras dos homens que dizem:
Eis que Davi procura o teu mal?

10 Eis que este dia os teus olhos viram, que o SENHOR hoje te pôs em minhas mãos
nesta caverna, e alguns disseram que te matasse; porém a minha mão te poupou;
porque disse: Não estenderei a minha mão contra o meu senhor, pois é o ungido do
SENHOR.

11 Olha, pois, meu pai, vê aqui a orla do teu manto na minha mão; porque
cortando-te eu a orla do manto, não te matei. Sabe, pois, e vê que não há na
minha mão nem mal nem rebeldia alguma, e não pequei contra ti; porém tu andas à
caça da minha vida, para ma tirares.

12 Julgue o Senhor entre mim e ti, e vingue-me o Senhor de ti; porém a minha mão
não será contra ti.

13 Como diz o provérbio dos antigos: Dos ímpios procede a impiedade; porém a
minha mão não será contra ti.

14 Após quem saiu o rei de Israel? A quem persegues? A um cão morto? A uma
pulga?

15 O Senhor, porém, será juiz, e julgará entre mim e ti, e verá, e advogará a
minha causa, e me defenderá da tua mão.

16 E sucedeu que, acabando Davi de falar a Saul todas estas palavras, disse
Saul: É esta a tua voz, meu filho Davi? Então Saul levantou a sua voz e chorou.

17 E disse a Davi: Mais justo és do que eu; pois tu me recompensaste com bem, e
eu te recompensei com mal.

18 E tu mostraste hoje que procedeste bem para comigo, pois o Senhor me tinha
posto em tuas mãos, e tu não me mataste.

19 Porque, quem há que, encontrando o seu inimigo, o deixaria ir por bom
caminho? O Senhor, pois, te pague com bem, por isso que hoje me fizeste.

20 Agora, pois, eis que bem sei que certamente hás de reinar, e que o reino de
Israel há de ser firme na tua mão.

21 Portanto agora jura-me pelo Senhor que não desarraigarás a minha descendência
depois de mim, nem desfarás o meu nome da casa de meu pai.

22 Então jurou Davi a Saul. E foi Saul para a sua casa; porém Davi e os seus
homens subiram ao lugar forte.

Mensagem crista 1 Samuel 24

Refletindo a passagem bíblica

O texto bíblico acima relata o encontro entre o rei Saul e o seu servo Davi, o qual se encontrava em uma caverna. Saul tinha saído em busca de Davi para matá-lo, porém o encontro foi de certa forma pacífico. Davi teve a oportunidade de provar sua lealdade ao rei, ao se abster de lhe fazer qualquer mal.

A prova de lealdade de Davi ao Rei Saul

Davi teve a oportunidade de provar sua lealdade ao rei, ao se abster de lhe fazer qualquer mal. Ao invés disso, ele cortou a orla do manto de Saul, demonstrando assim seu respeito e gratidão ao rei. A atitude de Davi foi uma prova de humildade e de obediência às palavras de Deus.

A importância da obediência a Deus

Essa passagem bíblica nos ensina que devemos sempre obedecer a Deus, mesmo quando isso significa se abster de fazer o que queremos. Davi compreendeu que a luta não era com Saul, mas sim com Deus. Foi por isso que ele se recusou a levantar a mão contra o rei.

A recompensa de Davi

Por causa da sua obediência a Deus, Davi foi recompensado. Saul reconheceu a bondade de Davi e reconheceu que Davi certamente seria o rei de Israel. Além disso, Saul jurou a Davi que sua descendência não seria desarraigada depois dele.

A lição a ser aprendida

Esta passagem bíblica nos ensina que a obediência a Deus é sempre recompensada. Quando obedecemos a Deus, independentemente do que isso significa para nós, somos recompensados ​​em muitas formas. Que possamos todos aprender com o exemplo de Davi e obedecer a Deus em todas as coisas.

1 Samuel 24: Abraão e a promessa de Deus

1 Samuel 24 conta a história de quando Deus prometeu a Abraão que daria a terra de Canaã aos seus descendentes. Deus prometeu que Abraão e seus descendentes seriam abençoados e teriam o domínio sobre a terra. Abraão acreditou na promessa de Deus e deu o seu filho, Isaque, como oferta sacrificamental a Deus. Embora Deus tenha impedido que Isaque fosse sacrificado, a fé de Abraão foi testada.

Depois desta história, o texto de 1 Samuel 24 descreve o encontro entre o rei Saul e Davi, o futuro rei de Israel. Saul havia perseguido Davi durante anos, mas Davi não se vingou quando Saul se encontrou com ele na caverna de En-Gedi. Em vez disso, Davi cortou a orla de Saul de seu manto, mostrando que ele não queria se vingar. Mesmo quando Saul tentou matar Davi, Davi não respondeu com violência. Em vez disso, ele pediu a Deus que julgasse entre eles.

A lição de 1 Samuel 24 é que, apesar de Deus prometer uma terra aos seus filhos, isso não significa que eles devem tomar a justiça em suas próprias mãos. Quando Davi foi provocado com violência, ele recorreu a Deus em vez de se vingar. A história de 1 Samuel 24 nos ensina a depender de Deus para obter justiça, mesmo quando encontramos injustiças.

FAQ – O que 1 Samuel 24 nos ensina?

Q: O que 1 Samuel 24 nos ensina?

A: 1 Samuel 24 nos ensina que, apesar de Deus prometer uma terra aos seus filhos, isso não significa que eles devem tomar a justiça em suas próprias mãos. Quando Davi foi provocado com violência, ele recorreu a Deus em vez de se vingar. A história de 1 Samuel 24 nos ensina a depender de Deus para obter justiça, mesmo quando encontramos injustiças.

Q: Quem era Abraão na história de 1 Samuel 24?

A: Abraão era o patriarca de Israel e o pai de Isaque. Deus prometeu a Abraão que daria a terra de Canaã aos seus descendentes e abençoaria a todos aqueles que acreditassem na promessa. Abraão acreditou na promessa de Deus e deu o seu filho, Isaque, como oferta sacrificamental a Deus.

Q: Quem era Saul no contexto de 1 Samuel 24?

A: Saul era o primeiro rei de Israel. Saul havia perseguido Davi durante anos, mas Davi não se vingou quando Saul se encontrou com ele na caverna de En-Gedi. Em vez disso, Davi cortou a orla de Saul de seu manto, mostrando que ele não queria se vingar.

Q: Quem era Davi na história de 1 Samuel 24?

A: Davi era o futuro rei de Israel, que Deus escolheu para substituir Saul. Mesmo quando Saul tentou matar Davi, Davi não respondeu com violência. Em vez disso, ele pediu a Deus que julgasse entre eles.

Leave A Reply

Your email address will not be published.