Alegria e Generosidade em 2 Coríntios 8: Um Convite Divino à Glória de Deus

0

Começamos a nossa reflexão sobre 2 Coríntios 8 com uma gratidão profunda a Deus, que nos dá a oportunidade de nos aproximarmos dEle e de compreendermos Seu plano para nós. Nesta passagem, Paulo nos ensina sobre a importância de compartilhar generosamente com os outros aquilo que Deus nos deu. Ele aconselha os cristãos de Corinto a seguirem o exemplo da igreja de Macedônia, que serviu a Deus com alegria e generosidade, mesmo em meio às suas tribulações. Paulo destaca ainda a importância de praticar o amor uns aos outros, de forma igualitária e com alegria, para que possamos mostrar aos outros a glória de Deus. Ao refletirmos sobre este trecho bíblico, somos lembrados de que Deus nos chama a servir a Ele e aos outros, com um espírito de gratidão e alegria.

Salmo 2 Corintios 8

Conteúdo

Tabela sobre 2 Coríntios 8

Personagens Lições
Igrejas da Macedônia A generosidade e a prontidão para servir a Deus.
Tito A diligência e a confiança em Deus.
Outro irmão A importância de ser diligente e zelar pelo que é honesto.
Jesus Cristo A importância de sermos generosos, mesmo quando somos ricos.

2 Coríntios 8

1 Também, irmãos, vos fazemos conhecer a graça de Deus dada às igrejas da
macedônia;

2 Como em muita prova de tribulação houve abundância do seu gozo, e como a sua
profunda pobreza abundou em riquezas da sua generosidade.

3 Porque, segundo o seu poder (o que eu mesmo testifico) e ainda acima do seu
poder, deram voluntariamente.

4 Pedindo-nos com muitos rogos que aceitássemos a graça e a comunicação deste
serviço, que se fazia para com os santos.

5 E não somente fizeram como nós esperávamos, mas a si mesmos se deram
primeiramente ao Senhor, e depois a nós, pela vontade de Deus.

6 De maneira que exortamos a Tito que, assim como antes tinha começado, assim
também acabasse esta graça entre vós.

7 Portanto, assim como em tudo abundais em fé, e em palavra, e em ciência, e em
toda a diligência, e em vosso amor para conosco, assim também abundeis nesta
graça.

8 Não digo isto como quem manda, mas para provar, pela diligência dos outros, a
sinceridade de vosso amor.

9 Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por
amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza enriquecêsseis.

10 E nisto dou o meu parecer; pois isto convém a vós que, desde o ano passado,
começastes; e não foi só praticar, mas também querer.

11 Agora, porém, completai também o já começado, para que, assim como houve a
prontidão de vontade, haja também o cumprimento, segundo o que tendes.

12 Porque, se há prontidão de vontade, será aceita segundo o que qualquer tem, e
não segundo o que não tem.

13 Mas, não digo isto para que os outros tenham alívio, e vós opressão,

14 Mas para igualdade; neste tempo presente, a vossa abundância supra a falta
dos outros, para que também a sua abundância supra a vossa falta, e haja
igualdade;

15 Como está escrito: O que muito colheu não teve demais; e o que pouco, não
teve de menos.

16 Mas, graças a Deus, que pôs a mesma solicitude por vós no coração de Tito;

17 Pois aceitou a exortação, e muito diligente partiu voluntariamente para vós.

18 E com ele enviamos aquele irmão cujo louvor no evangelho está espalhado em
todas as igrejas.

19 E não só isto, mas foi também escolhido pelas igrejas para companheiro da
nossa viagem, nesta graça que por nós é ministrada para glória do mesmo Senhor,
e prontidão do vosso ânimo;

20 Evitando isto, que alguém nos vitupere por esta abundância, que por nós é
ministrada;

21 Pois zelamos do que é honesto, não só diante do Senhor, mas também diante dos
homens.

22 Com eles enviamos também outro nosso irmão, o qual muitas vezes, e em muitas
coisas, já experimentamos ser diligente, e agora muito mais diligente ainda pela
muita confiança que em vós tem.

23 Quanto a Tito, é meu companheiro, e cooperador para convosco; quanto a nossos
irmãos, são embaixadores das igrejas e glória de Cristo.

24 Portanto, mostrai para com eles, e perante a face das igrejas, a prova do
vosso amor, e da nossa glória acerca de vós.

Mensagem crista 2 Corintios 8

Introdução

A passagem bíblica acima descreve a generosidade e generosidade das igrejas da Macedônia, que deram com tanta alegria e amor, mesmo em meio às tribulações. O texto também nos ensina que devemos nos esforçar para completar aquilo que começamos, e que devemos evitar que outros sofram opressão enquanto nós temos abundância.

A Graça de Deus Dada às Igrejas da Macedônia

O versículo 1 nos diz que Deus deu a sua graça às igrejas da Macedônia. Esta graça foi manifestada na abundância de alegria e generosidade daqueles cristãos, mesmo em meio às tribulações. Esta graça é um exemplo para nós de que, mesmo em meio às dificuldades, Deus nos abençoa com alegria e generosidade.

O Exemplo de Tito

No versículo 6, Paulo exorta Tito a seguir o exemplo da Macedônia e a completar a graça que ele começou. O exemplo de Tito nos ensina que devemos sempre buscar cumprir aquilo que começamos, e que devemos nos esforçar para alcançar a glória de Deus.

A Importância do Amor

No versículo 8, Paulo nos ensina a importância do amor. Ele nos diz que o amor é o que nos motiva a nos esforçar para completar o trabalho que começamos. O amor também nos ensina que devemos evitar que outros sofram opressão enquanto nós temos abundância.

A Generosidade de Deus

O versículo 9 nos ensina a generosidade de Deus. Ele nos mostra que Deus, sendo rico, se fez pobre por amor a nós, para que pudéssemos nos enriquecer. Esta passagem nos ensina que devemos ser generosos com aqueles que precisam, e que devemos compartilhar aquilo que temos.

Conclusão

A passagem bíblica acima nos ensina que devemos nos esforçar para completar o trabalho que começamos, e que devemos compartilhar aquilo que temos. Ela também nos ensina a importância do amor e da generosidade. A generosidade de Deus nos ensina que devemos ser generosos com aqueles que precisam, e que devemos compartilhar aquilo que temos.

2 Coríntios 8: O serviço de graça aos santos

Ao longo de 2 Coríntios 8, Paulo apela à igreja de Corinto para que eles se unam às igrejas da Macedônia. Ele explica que as igrejas da Macedônia ofereceram generosamente, mesmo em meio às suas próprias tribulações, para ajudar os santos. Paulo pede a Tito para ajudar a concluir a graça entre eles, pois ele tinha começado a trabalhar nisso. Paulo insta a igreja de Corinto para que seja igualmente generosa, e mostra que eles já são ricos em fé, palavra, conhecimento, diligência e amor. Ele também faz referência à graça de Jesus Cristo, que, sendo rico, se fez pobre por amor deles. Finalmente, ele envia Tito para ajudar, bem como outro irmão cujo louvor é conhecido em todas as igrejas.

Paulo insta a igreja de Corinto para que eles mostrem a prova do seu amor e da sua glória por meio da graça que eles ofereceram, e para que eles não permitam que alguém os vitupere por essa mesma graça.

FAQ Sobre 2 Coríntios 8

Pergunta 1: Por que Paulo está instando a igreja de Corinto?

Paulo está instando a igreja de Corinto para que eles ofereçam generosamente para ajudar os santos, assim como as igrejas da Macedônia o fizeram. Ele quer que a igreja de Corinto mostre a prova do seu amor e da sua glória por meio da graça que eles ofereceram.

Pergunta 2: O que Paulo está sugerindo com a referência à graça de Jesus Cristo?

Ao se referir à graça de Jesus Cristo, Paulo está sugerindo que a igreja de Corinto seja generosa, mesmo em meio às próprias tribulações, de forma a amar e a glorificar a Deus da mesma forma que Jesus Cristo fez quando se tornou pobre por amor deles.

Pergunta 3: Por que Paulo está enviando Tito e outros irmãos para ajudar?

Paulo está enviando Tito e outros irmãos para ajudar a igreja de Corinto a concluir a graça entre eles. Ele também os envia para que eles possam mostrar a prova do seu amor e da sua glória por meio da graça que eles ofereceram.

Leave A Reply

Your email address will not be published.