A importância de 2 Crônicas 16: Confiando no Senhor!

0

Neste post, vamos explorar o capítulo 16 de 2 Crônicas, onde o rei Asa enfrenta o rei Baasa, rei de Israel, e seu acordo com Ben-Hadade, rei da Síria. Este capítulo nos ensina que confiar no Senhor é mais importante do que confiar em outras pessoas. Ele conta como Asa luta contra o rei Baasa, e como ele se arrepende de não ter confiado no Senhor e buscado a ajuda Dele. Esta passagem também nos mostra como Deus está sempre pronto para nos ajudar quando confiamos Nele. O capítulo 16 de 2 Crônicas nos ensina que devemos confiar no Senhor, pois Ele é nosso protetor e nos ajudará em todas as situações.

Salmo 2 Cronicas 16

Conteúdo

Tabela sobre 2 Crônicas 16

Personagem Lição
Asa, rei de Judá Confiar no Senhor e não nos homens
Baasa, rei de Israel O poder de Deus é maior que o dos homens
Ben-Hadade, rei da Síria Os homens não podem vencer o Senhor
Hanani, o vidente Ouvir a Palavra de Deus

2 Crônicas 16

1 No trigésimo sexto ano do reinado de Asa, Baasa, rei de Israel, subiu contra
Judá e edificou a Ramá, para não deixar ninguém sair, nem chegar a Asa, rei de
Judá.

2 Então Asa tirou a prata e o ouro dos tesouros da casa do Senhor, e da casa do
rei; e enviou servos a Ben-Hadade, rei da Síria, que habitava em Damasco,
dizendo:

3 Acordo há entre mim e ti, como houve entre meu pai e o teu; eis que te envio
prata e ouro; vai, pois, e anula o teu acordo com Baasa, rei de Israel, para que
se retire de sobre mim.

4 E Ben-Hadade deu ouvidos ao rei Asa, e enviou os capitães dos seus exércitos,
contra as cidades de Israel, e eles feriram a Ijom, a Dã, a Abel-Maim, e a todas
as cidades-armazéns de Naftali.

5 E sucedeu que, ouvindo-o Baasa, deixou de edificar a Ramá, e não continuou a
sua obra.

6 Então o rei Asa tomou a todo o Judá, e levaram as pedras de Ramá, e a sua
madeira, com que Baasa edificara; e com elas edificou a Geba e a Mizpá.

7 Naquele mesmo tempo veio Hanani, o vidente, a Asa, rei de Judá, e disse-lhe:
Porquanto confiaste no rei da Síria, e não confiaste no Senhor teu Deus, por
isso o exército do rei da Síria escapou da tua mão.

8 Porventura não foram os etíopes e os líbios um grande exército, com
muitíssimos carros e cavaleiros? Confiando tu, porém, no Senhor, ele os entregou
nas tuas mãos.

9 Porque, quanto ao Senhor, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se
forte para com aqueles cujo coração é perfeito para com ele; nisto, pois,
procedeste loucamente porque desde agora haverá guerras contra ti.

10 Porém Asa se indignou contra o vidente, e lançou-o na casa do tronco; porque
estava enfurecido contra ele, por causa disto; também Asa, no mesmo tempo,
oprimiu a alguns do povo.

11 E eis que os atos de Asa, tanto os primeiros, como os últimos, estão escritos
no livro dos reis de Judá e Israel.

12 E, no ano trinta e nove do seu reinado, Asa caiu doente de seus pés, a sua
doença era em extremo grave; contudo, na sua enfermidade, não buscou ao Senhor,
mas antes os médicos.

13 E Asa dormiu com seus pais; e morreu no ano quarenta e um do seu reinado.

14 E o sepultaram no seu sepulcro, que tinha cavado para si na cidade de Davi,
havendo-o deitado na cama, que se enchera de perfumes e especiarias preparadas
segundo a arte dos perfumistas; e, destas coisas fizeram-lhe uma grande queima.

Mensagem crista 2 Cronicas 16

Asa, rei de Judá

O livro dos reis de Judá e Israel narra a história de Asa, rei de Judá. No trigésimo sexto ano do seu reinado, Baasa, rei de Israel, subiu contra Judá e edificou a Ramá, para não deixar ninguém sair, nem chegar a Asa, rei de Judá. Asa, então, tirou a prata e o ouro dos tesouros da casa do Senhor, e da casa do rei, e enviou-os a Ben-Hadade, rei da Síria, para que ele anulasse o seu acordo com Baasa e se retirasse de sobre Judá. Ben-Hadade deu ouvidos ao rei Asa e enviou os seus exércitos contra as cidades de Israel, e eles feriram a Ijom, a Dã, a Abel-Maim, e a todas as cidades-armazéns de Naftali. Ao ouvir isso, Baasa deixou de edificar a Ramá e não continuou a sua obra. Por fim, Asa tomou a todo o Judá e levou as pedras de Ramá, e a sua madeira, com que Baasa edificara, e com elas edificou a Geba e a Mizpá.

A advertência de Hanani, o vidente

Naquele mesmo tempo, veio Hanani, o vidente, a Asa, rei de Judá, e disse-lhe: “Porquanto confiaste no rei da Síria, e não confiaste no Senhor teu Deus, por isso o exército do rei da Síria escapou da tua mão. Porventura não foram os etíopes e os líbios um grande exército, com muitíssimos carros e cavaleiros? Confiando tu, porém, no Senhor, ele os entregou nas tuas mãos”. O vidente advertiu Asa que, por ter desconfiado de Deus, haveria guerras contra ele. Asa, então, ficou indignado contra o vidente e o lançou na casa do tronco, e ainda oprimiu a alguns do povo.

A morte de Asa

No ano trinta e nove do seu reinado, Asa caiu doente de seus pés, e a sua doença era em extremo grave. Porém, na sua enfermidade, não buscou ao Senhor, mas antes os médicos. Assim, Asa morreu no ano quarenta e um do seu reinado e foi sepultado no seu sepulcro, que tinha cavado para si na cidade de Davi, havendo-o deitado na cama, que se enchera de perfumes e especiarias preparadas segundo a arte dos perfumistas; e, destas coisas fizeram-lhe uma grande queima.

Reflexão

Asa foi um rei que teve sucesso em muitas áreas, mas o seu erro foi não confiar no Senhor. Ao invés disso, ele optou por confiar no rei da Síria e isso resultou em guerras contra ele. Esta passagem bíblica nos ensina a importância de confiar em Deus acima de tudo. Deus é onipotente e poderoso, e Ele é capaz de fazer maravilhas. Precisamos nos esforçar para manter a nossa fé e confiar em Deus em todas as circunstâncias da vida. Se o fizermos, teremos a certeza de que Deus nos abençoará e nos ajudará a vencer qualquer desafio.

2 Crônicas 16: Uma Explicação

No capítulo 16 das Crônicas, vemos como o rei Asa responde ao desafio de Baasa, rei de Israel, que tenta invadir Judá. Seu plano de contenção foi buscar ajuda do rei Ben-Hadade da Síria. Ben-Hadade acedeu, enviando seus exércitos para ferir algumas cidades de Israel, o que fez com que Baasa desistisse de prosseguir com sua invasão. Contudo, o vidente Hanani repreende o rei Asa por não ter confiado no Senhor e sim em Ben-Hadade. Apenas se arrependendo pode se evitar que guerras sejam travadas contra Asa.

FAQ sobre 2 Crônicas 16

Quem é Asa?

Asa foi o rei de Judá no período de 913 a.C. a 873 a.C.

Quem é Baasa?

Baasa foi o rei de Israel de 885 a.C. a 884 a.C.

Quem é Ben-Hadade?

Ben-Hadade foi o rei da Síria entre 885 a.C. e 845 a.C.

O que motivou a intervenção de Ben-Hadade?

Ben-Hadade interveio para ajudar Asa a conter a invasão de Baasa, rei de Israel.

Quem é Hanani?

Hanani foi o vidente que repreendeu o rei Asa por não ter confiado no Senhor e sim em Ben-Hadade.

Leave A Reply

Your email address will not be published.