Esperar em Deus com Fé: 2 Reis 7 – Aprovada por Deus!

0

A passagem bíblica de 2 Reis 7 é uma lição de fé, esperança e misericórdia. Ela nos ensina que, mesmo quando parece que não há esperança, Deus sempre responde às nossas orações. Nesta passagem, vemos o rei de Israel em busca de respostas e o profeta Eliseu lhe dando a palavra de Deus. Deus promete ao rei que, no dia seguinte, haverá farinha e cevada à porta de Samaria. Incrédulo, um dos servos do rei pergunta se Deus pode mesmo criar janelas no céu e Eliseu lhe responde que ele verá a promessa se cumprir. Deus cumpre a sua promessa e, para a surpresa do rei, os sírios fogem de seu acampamento, deixando-o para trás. Os leprosos então entram no acampamento e encontram farinha e cevada, além de outras riquezas. Esta passagem nos ensina que, mesmo quando parece que Deus nos deixou, Ele nunca nos abandona. Ele sempre nos dá esperança e nos mostra que Ele tem um plano para nós. Que possamos ter fé e esperança, pois Deus tem um propósito para nossas vidas.

Salmo 2 Reis 7

Conteúdo

Tabela sobre 2 Reis 7

Personagem Lição
Eliseu Ouvir e obedecer a palavra do Senhor.
Senhor em cuja mão o rei se encostava Não duvidar das promessas de Deus.
Quatro homens leprosos Buscar ajuda e confiar em Deus.
Rei de Israel Agir com fé e coragem.
Mensageiros Fazer a vontade de Deus com diligência.

2 Reis 7

1 Então disse Eliseu: Ouvi a palavra do SENHOR; assim diz o SENHOR: Amanhã,
quase a este tempo, haverá uma medida de farinha por um siclo, e duas medidas de
cevada por um siclo, à porta de Samaria.

2 Porém um senhor, em cuja mão o rei se encostava, respondeu ao homem de Deus e
disse: Eis que ainda que o SENHOR fizesse janelas no céu, poder-se-ia fazer
isso? E ele disse: Eis que o verás com os teus olhos, porém disso não comerás.

3 E quatro homens leprosos estavam à entrada da porta, os quais disseram uns aos
outros: Para que estaremos nós aqui até morrermos?

4 Se dissermos: Entremos na cidade, há fome na cidade, e morreremos aí; e se
ficarmos aqui, também morreremos. Vamos nós, pois, agora, e passemos para o
arraial dos sírios; se nos deixarem viver, viveremos, e se nos matarem,
tão-somente morreremos.

5 E levantaram-se ao crepúsculo, para irem ao arraial dos sírios; e, chegando à
entrada do arraial dos sírios, eis que não havia ali ninguém.

6 Porque o Senhor fizera ouvir no arraial dos sírios ruído de carros e ruído de
cavalos, como o ruído de um grande exército; de maneira que disseram uns aos
outros: Eis que o rei de Israel alugou contra nós os reis dos heteus e os reis
dos egípcios, para virem contra nós.

7 Por isso se levantaram, e fugiram no crepúsculo, e deixaram as suas tendas, os
seus cavalos, os seus jumentos e o arraial como estava; e fugiram para salvarem
a sua vida.

8 Chegando, pois, estes leprosos à entrada do arraial, entraram numa tenda, e
comeram, beberam e tomaram dali prata, ouro e roupas, e foram e os esconderam;
então voltaram, e entraram em outra tenda, e dali também tomaram alguma coisa e
a esconderam.

9 Então disseram uns para os outros: Não fazemos bem; este dia é dia de boas
novas, e nos calamos; se esperarmos até à luz da manhã, algum mal nos sobrevirá;
por isso agora vamos, e o anunciaremos à casa do rei.

10 Vieram, pois, e bradaram aos porteiros da cidade, e lhes anunciaram, dizendo:
Fomos ao arraial dos sírios e eis que lá não havia ninguém, nem voz de homem,
porém só cavalos atados, jumentos atados, e as tendas como estavam.

11 E chamaram os porteiros, e o anunciaram dentro da casa do rei.

12 E o rei se levantou de noite, e disse a seus servos: Agora vos farei saber o
que é que os sírios nos fizeram; bem sabem eles que esfaimados estamos, pelo que
saíram do arraial, a esconder-se pelo campo, dizendo: Quando saírem da cidade,
então os tomaremos vivos, e entraremos na cidade.

13 Então um dos seus servos respondeu e disse: Tomem-se, pois, cinco dos cavalos
que restam aqui dentro (eis que são como toda a multidão dos israelitas que
ficaram aqui; e eis que são como toda a multidão dos israelitas que já
pereceram) e enviemo-los, e vejamos.

14 Tomaram, pois, dois cavalos de carro; e o rei os enviou com mensageiros após
o exército dos sírios, dizendo: Ide, e vede.

15 E foram após eles até ao Jordão, e eis que todo o caminho estava cheio de
roupas e de aviamentos que os sírios, apressando-se, lançaram fora; e voltaram
os mensageiros e o anunciaram ao rei.

16 Então saiu o povo, e saqueou o arraial dos sírios; e havia uma medida de
farinha por um siclo, e duas medidas de cevada por um siclo, conforme a palavra
do Senhor.

17 E pusera o rei à porta o senhor em cuja mão se encostava; e o povo o
atropelou na porta, e morreu, como falara o homem de Deus, o que falou quando o
rei descera a ele.

18 Porque assim sucedeu como o homem de Deus falara ao rei dizendo: Amanhã,
quase a este tempo, haverá duas medidas de cevada por um siclo, e uma medida de
farinha por um siclo, à porta de Samaria.

19 E aquele senhor respondeu ao homem de Deus, e disse: Eis que ainda que o
SENHOR fizesse janelas no céu poderia isso suceder? E ele disse: Eis que o verás
com os teus olhos, porém dali não comerás.

20 E assim lhe sucedeu, porque o povo o atropelou à porta, e morreu.

Mensagem crista 2 Reis 7

Reflexão sobre 2 Reis 7:1-20

A passagem bíblica 2 Reis 7:1-20 destaca a história de quatro leprosos que encontram um arraial dos sírios vazio. Eles descobrem que o Senhor tinha feito ouvir ruídos de carros e cavalos, assustando os sírios e fazendo-os fugir. Os leprosos então entram no arraial e encontram comida, prata, ouro e roupas. Eles decidem saquear o arraial e depois voltam para casa para contar o que tinham encontrado.

A passagem também destaca a profecia de Eliseu de que haveria farinha e cevada à porta de Samaria no dia seguinte. O rei de Israel desacredita isso, mas no dia seguinte a profecia se cumpre.

Uma Mensagem de Esperança

A história de 2 Reis 7:1-20 é uma mensagem de esperança e força para aqueles que estão passando por tempos difíceis. Os leprosos estavam à beira da morte e não tinham esperança. No entanto, eles encontraram uma saída inesperada e foram capazes de saquear o arraial e trazer de volta comida, prata, ouro e roupas.

Da mesma forma, Deus pode nos fornecer uma saída quando parece que não há esperança. A profecia de Eliseu também nos ensina que Deus pode realizar maravilhas mesmo quando as circunstâncias parecem impossíveis.

Um Chamado à Fé

2 Reis 7:1-20 também nos chama à fé. O rei de Israel não acreditou que a profecia de Eliseu se cumpriria, mas no dia seguinte, a profecia se realizou. Esta história nos lembra que devemos ter fé em Deus mesmo quando as circunstâncias parecem impossíveis.

Deus nos ama e nunca nos deixará. Ele pode fazer coisas maravilhosas mesmo quando parece que não há esperança. Se tivermos fé, podemos confiar que Deus está trabalhando em nosso favor para nos trazer esperança e força.

O que é 2 Reis 7?


2 Reis 7 é o sétimo capítulo do livro de 2 Reis da Bíblia. Nesse capítulo, o profeta Eliseu profetiza que o próximo dia haveria abundância de alimentos na porta de Samaria. Quatro homens leprosos percebem a presença dos exércitos do rei de Israel e dos reis dos heteus e dos egípcios e, temendo pela vida, fogem para o arraial dos sírios. Lá, encontram abundância de alimentos, prata, ouro e roupas, de modo que decidem contar ao rei sobre as descobertas feitas.

O que aprendemos com 2 Reis 7?


2 Reis 7 nos ensina que Deus é fiel às Suas promessas. No início do capítulo, o profeta Eliseu profetiza que o próximo dia haveria abundância de alimentos na porta de Samaria e, de fato, isso acontece. Além disso, o capítulo nos ensina sobre a fé e a confiança em Deus. Os quatro leprosos, apesar de todos os perigos, decidem arriscar e seguir a profecia de Eliseu, e são premiados com abundância.

FAQ – 2 Reis 7


Q: O que é 2 Reis 7?

R: 2 Reis 7 é o sétimo capítulo do livro de 2 Reis da Bíblia.

Q: O que aprendemos com 2 Reis 7?

R: Aprendemos que Deus é fiel às Suas promessas e nos ensina sobre a fé e a confiança em Deus.

Leave A Reply

Your email address will not be published.