A Misericórdia de Deus: A Lição de 2 Samuel 24

0

O livro de 2 Samuel nos mostra a história do rei Davi, que cometeu o erro de querer contar o número de homens em Israel. Com isso, a ira do Senhor se acendeu contra o povo de Israel. Porém, em meio à desobediência de Davi, vemos a misericórdia de Deus que se manifestou através do profeta Gade. Ele ofereceu ao rei três opções: sete anos de fome, três meses de perseguição dos inimigos ou três dias de peste. Davi escolheu a última opção e, como consequência, setenta mil pessoas morreram. Mas Deus, em Sua infinita bondade, se arrependeu da destruição e o anjo retirou a sua mão. Davi, então, comprou a eira de Araúna para edificar um altar ao Senhor, e assim o castigo cessou sobre Israel. Esta passagem nos ensina que, mesmo em meio aos erros, Deus é misericordioso e nos concede a oportunidade de nos arrependermos e sermos perdoados. Essa é a grande lição que podemos extrair de 2 Samuel 24.

Salmo 2 Samuel 24

Conteúdo

Tabela sobre 2 Samuel 24

Personagem Lição
Davi A importância de reconhecer os próprios erros e pedir perdão.
Gade A obediência a Deus e a fidelidade ao rei.
Araúna A generosidade e a bondade.

2 Samuel 24

1 E a ira do SENHOR se tornou a acender contra Israel; e incitou a Davi contra
eles, dizendo: Vai, numera a Israel e a Judá.

2 Disse, pois, o rei a Joabe, capitão do exército, o qual tinha consigo: Agora
percorre todas as tribos de Israel, desde Dã até Berseba, e numera o povo, para
que eu saiba o número do povo.

3 Então disse Joabe ao rei: Ora, multiplique o SENHOR teu Deus a este povo cem
vezes tanto quanto agora é, e os olhos do rei meu senhor o vejam; mas, por que
deseja o rei meu senhor este negócio?

4 Porém a palavra do rei prevaleceu contra Joabe, e contra os capitães do
exército; Joabe, pois, saiu com os capitães do exército da presença do rei, para
numerar o povo de Israel.

5 E passaram o Jordão; e acamparam-se em Aroer, à direita da cidade que está no
meio do ribeiro de Gade, junto a Jazer.

6 E foram a Gileade, e à terra baixa de Hodsi; também foram até Dã-Jaã, e ao
redor de Sidom.

7 E foram à fortaleza de Tiro, e a todas as cidades dos heveus e dos cananeus; e
saíram para o lado do sul de Judá, a Berseba.

8 Assim percorreram toda a terra; e ao cabo de nove meses e vinte dias voltaram
a Jerusalém.

9 E Joabe deu ao rei a soma do número do povo contado; e havia em Israel
oitocentos mil homens de guerra, que arrancavam da espada; e os homens de Judá
eram quinhentos mil homens.

10 E pesou o coração de Davi, depois de haver numerado o povo; e disse Davi ao
Senhor: Muito pequei no que fiz; porém agora ó Senhor, peço-te que perdoes a
iniqüidade do teu servo; porque tenho procedido mui loucamente.

11 Levantando-se, pois, Davi pela manhã, veio a palavra do Senhor ao profeta
Gade, vidente de Davi, dizendo:

12 Vai, e dize a Davi: Assim diz o Senhor: Três coisas te ofereço; escolhe uma
delas, para que ta faça.

13 Foi, pois, Gade a Davi, e fez-lho saber; e disse-lhe: Queres que sete anos de
fome te venham à tua terra; ou que por três meses fujas de teus inimigos, e eles
te persigam; ou que por três dias haja peste na tua terra? Delibera agora, e vê
que resposta hei de dar ao que me enviou.

14 Então disse Davi a Gade: Estou em grande angústia; porém caiamos nas mãos do
Senhor, porque muitas são as suas misericórdias; mas nas mãos dos homens não
caia eu.

15 Então enviou o Senhor a peste a Israel, desde a manhã até ao tempo
determinado; e desde Dã até Berseba, morreram setenta mil homens do povo.

16 Estendendo, pois, o anjo a sua mão sobre Jerusalém, para a destruir, o Senhor
se arrependeu daquele mal; e disse ao anjo que fazia a destruição entre o povo:
Basta, agora retira a tua mão. E o anjo do Senhor estava junto à eira de Araúna,
o jebuseu.

17 E, vendo Davi ao anjo que feria o povo, falou ao Senhor, dizendo: Eis que eu
sou o que pequei, e eu que iniquamente procedi; porém estas ovelhas que fizeram?
Seja, pois, a tua mão contra mim, e contra a casa de meu pai.

18 E Gade veio naquele mesmo dia a Davi, e disse-lhe: Sobe, levanta ao Senhor um
altar na eira de Araúna, o jebuseu.

19 Davi subiu conforme à palavra de Gade, como o Senhor lhe tinha ordenado.

20 E olhou Araúna, e viu que vinham para ele o rei e os seus servos; saiu, pois,
Araúna e inclinou-se diante do rei com o rosto em terra.

21 E disse Araúna: Por que vem o rei meu Senhor ao seu servo? E disse Davi: Para
comprar de ti esta eira, a fim de edificar nela um altar ao Senhor, para que
este castigo cesse de sobre o povo.

22 Então disse Araúna a Davi: Tome, e ofereça o rei meu senhor o que bem parecer
aos seus olhos; eis aí bois para o holocausto, e os trilhos, e o aparelho dos
bois para a lenha.

23 Tudo isto deu Araúna ao rei; disse mais Araúna ao rei: O Senhor teu Deus tome
prazer em ti.

24 Porém o rei disse a Araúna: Não, mas por preço justo to comprarei, porque não
oferecerei ao Senhor meu Deus holocaustos que não me custem nada. Assim Davi
comprou a eira e os bois por cinqüenta siclos de prata.

25 E edificou ali Davi ao Senhor um altar, e ofereceu holocaustos, e ofertas
pacíficas. Assim o Senhor se aplacou para com a terra e cessou aquele castigo de
sobre Israel.

Mensagem crista 2 Samuel 24

1 Reis 18: Versículos 1 a 25

Esta passagem bíblica nos mostra a vontade de Deus em relação ao Seu povo. O rei Davi deseja saber o número de pessoas que compõem o povo de Israel, e para isso, ordena que Joabe faça um censo. No entanto, Davi não percebe que esta atitude é contrária ao desejo de Deus, pois ao fazer o censo, o rei mostra sua preocupação com as riquezas e o poder de Israel, e não com o Seu povo. Como resultado, o Senhor manda uma peste que mata setenta mil homens.

Ao ver o que aconteceu, Davi reconhece o seu erro e pede perdão a Deus. O Senhor, então, envia o profeta Gade a Davi para oferecer três opções de castigo: sete anos de fome, três meses de perseguição até a morte, ou três dias de peste. Davi, então, escolhe a última opção e a peste se abate sobre Israel. Mas, quando o anjo do Senhor estende a sua mão para destruir Jerusalém, Deus se arrepende e manda parar o castigo.

Davi, então, compra a eira de Araúna e constrói ali um altar para o Senhor. Ao fazer isso, o rei reconhece o Seu erro e oferece um sacrifício de arrependimento. Como resultado, Deus se aplaca para com a terra e o castigo cessa. Esta passagem nos mostra que, mesmo que tenhamos cometido erros, Deus está sempre pronto para nos perdoar e nos dar outra chance. É importante que recordemos sempre que Deus é misericordioso e amoroso, e que nos ama incondicionalmente.

2 Samuel 24: Estudo da Bíblia

O capítulo 24 do livro de 2 Samuel narra o episódio em que Deus incita o rei Davi a fazer o censo de Israel e Judá. O rei Davi, então, pede a Joabe, o capitão do exército, para que faça essa contagem. Após nove meses, Joabe traz a soma do número de homens de guerra que havia no país: oitocentos mil homens de Israel e quinhentos mil homens de Judá. Davi fica então preocupado por essa contagem porque acredita que pecou.

Na sequência, Deus envia o profeta Gade a Davi para lhe oferecer três opções de castigo: sete anos de fome, três meses de perseguição por parte dos inimigos ou três dias de peste. Davi, então, opta por ficar nas mãos de Deus e não nas mãos dos homens. Como consequência, Deus manda a peste que dizimou setenta mil homens. Porém, Deus se arrepende e manda ao anjo que pare de destruir o povo.

Davi, então, percebendo o anjo, pede a Deus que ponha sua mão sobre ele e sua família. Gade, então, diz a Davi que ele deve oferecer a Deus um sacrifício de holocausto na eira de Araúna, o jebuseu. Davi compra então a eira e os bois e oferece o holocausto. Assim, Deus se aplaca para com a terra e o castigo cessa sobre Israel.

FAQ – 2 Samuel 24

1. Por que Deus incitou o rei Davi a fazer o censo de Israel e Judá?

Deus incitou o rei Davi a fazer o censo de Israel e Judá para que Davi pudesse ter conhecimento do número de homens de guerra que havia no país.

2. Quais foram as três opções de castigo oferecidas por Deus a Davi?

As três opções de castigo oferecidas por Deus a Davi foram: sete anos de fome, três meses de perseguição por parte dos inimigos ou três dias de peste.

3. Por que Davi escolheu ficar nas mãos de Deus ao invés das mãos dos homens?

Davi escolheu ficar nas mãos de Deus porque ele acreditava que as mãos de Deus estavam cheias de misericórdia, e não queria cair nas mãos dos homens.

4. O que Davi ofereceu a Deus para que o castigo parasse?

Davi ofereceu a Deus um holocausto na eira de Araúna, o jebuseu. Ele comprou a eira e os bois e ofereceu um holocausto ao Senhor.

Leave A Reply

Your email address will not be published.