Descobrindo o Amor em Cânticos 8: como o Amor de Deus permeia o mais profundo dos textos Bíblicos

0

O Cântico dos Cânticos 8 é um dos mais profundos e mais belos textos bíblicos de todos os tempos. Nele, encontramos um retrato poético e profundo do amor entre o homem e a mulher, que é descrito como forte como a morte e duro como a sepultura. O Cântico dos Cânticos 8 também nos oferece uma visão profética e mística do amor de Deus por nós. Esta passagem bíblica nos ensina que o amor verdadeiro é profundo, inabalável e resistente ao tempo. É um amor que nos encoraja e nos enche de esperança, nos provocando a nos aproximarmos de Deus, pois Ele é o único que pode nos dar a plenitude desse amor. É um amor que nos lembra que somos amados, mesmo quando estamos longe de Deus. Que possamos abraçar essa mensagem e nos entregar de coração ao amor de Deus.

Salmo Canticos 8

Conteúdo

Tabela sobre Cânticos 8

Personagem Lição
Narrador Amor é forte como a morte e duro como a sepultura o ciúme.
Salomão Devemos ser generosos com aqueles que nos servem.
Irmã pequena Devemos tratar as pessoas com gentileza, mesmo aquelas que não têm muito valor para os outros.

Cânticos 8

1 Ah! quem me dera que foras como meu irmão, que mamou aos seios de minha mãe!
Quando te encontrasse lá fora, beijar-te-ia, e não me desprezariam!

2 Levar-te-ia e te introduziria na casa de minha mãe, e tu me ensinarias; eu te
daria a beber do vinho aromático e do mosto das minhas romãs.

3 A sua mão esquerda esteja debaixo da minha cabeça, e a sua direita me abrace.

4 Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém, que não acordeis nem desperteis o meu
amor, até que queira.

5 Quem é esta que sobe do deserto, e vem encostada ao seu amado? Debaixo da
macieira te despertei, ali esteve tua mãe com dores; ali esteve com dores aquela
que te deu à luz.

6 Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o
amor é forte como a morte, e duro como a sepultura o ciúme; as suas brasas são
brasas de fogo, com veementes labaredas.

7 As muitas águas não podem apagar este amor, nem os rios afogá-lo; ainda que
alguém desse todos os bens de sua casa pelo amor, certamente o desprezariam.

8 Temos uma irmã pequena, que ainda não tem seios; que faremos a esta nossa
irmã, no dia em que dela se falar?

9 Se ela for um muro, edificaremos sobre ela um palácio de prata; e, se ela for
uma porta, cercá-la-emos com tábuas de cedro.

10 Eu sou um muro, e os meus seios são como as suas torres; então eu era aos
seus olhos como aquela que acha paz.

11 Teve Salomão uma vinha em Baal-Hamom; entregou-a a uns guardas; e cada um lhe
trazia pelo seu fruto mil peças de prata.

12 A minha vinha, que me pertence, está diante de mim; as mil peças de prata são
para ti, ó Salomão, e duzentas para os que guardam o seu fruto.

13 Ó tu, que habitas nos jardins, os companheiros estão atentos para ouvir a tua
voz; faze-me, pois, também ouvi-la.

14 Vem depressa, amado meu, e faze-te semelhante ao gamo ou ao filho dos veados
sobre os montes dos aromas.

Mensagem crista Canticos 8

Cântico dos Cânticos 8: 1-14

O Cântico dos Cânticos 8 é um poema de amor muito conhecido, que fala sobre o amor entre um homem e uma mulher. É um dos livros mais antigos da Bíblia, escrito por Salomão, e é muitas vezes usado como uma forma de expressar o amor de Deus por nós. Neste poema, existem versículos que nos mostram o desejo de Salomão de estar com sua amada, e de lhe mostrar toda a sua devoção.

Versículo 1

No versículo 1, Salomão fala sobre o quanto deseja que sua amada seja como seu irmão, que foi criado na casa de sua mãe. Ele expressa o seu desejo de poder beijá-la, e de que ela não seja desprezada. Esse versículo mostra a profundidade do amor de Salomão por sua amada, e o seu desejo de que ela seja aceita e amada por todos.

Versículo 2

No versículo 2, Salomão expressa o seu desejo de levar sua amada para a casa de sua mãe, e de que ela possa ensiná-lo. Ele também fala sobre o quanto ele gostaria de lhe dar o melhor, servindo vinho aromático e mosto de romãs. Esse versículo nos mostra a preocupação de Salomão com a felicidade de sua amada, e a sua vontade de lhe oferecer o melhor, mesmo que isso custe a ele.

Versículo 3

No versículo 3, Salomão pede para que as filhas de Jerusalém não acordem ou despertem o seu amor até que ele queira. Aqui, o poeta expressa o seu desejo de que o seu amor seja preservado e protegido, e de que ele seja o único a despertar esse sentimento. Esse versículo mostra o quanto ele é devoto e fiel à sua amada.

Versículo 4

No versículo 4, Salomão fala sobre a sua amada chegando do deserto, encostada ao seu amado. Ele também fala sobre a sua mãe, que teve dores ao dar à luz a sua amada, e o quanto ela significa para ele. Esse versículo nos mostra a profundidade do amor de Salomão por sua amada, e o quanto ele se preocupa com ela.

Versículo 5

No versículo 5, Salomão pede que ela seja como um selo sobre o seu coração, porque o seu amor é forte como a morte e duro como a sepultura. Ele também fala sobre a intensidade das brasas do fogo, que são veementes labaredas, e que nada pode apagar ou afogar o seu amor, nem mesmo o dinheiro. Esse versículo mostra o quanto o amor de Salomão por sua amada é verdadeiro e incondicional.

Versículo 6

No versículo 6, Salomão fala sobre sua irmã pequena, que ainda não tem seios, e o que farão com ela quando ela for falada. Ele diz que se ela for um muro, edificarão sobre ela um palácio de prata, e se ela for uma porta, cercarão-na com tábuas de cedro. Esse versículo nos mostra a preocupação de Salomão com seus familiares, e o quanto ele se importa com a felicidade dos seus.

Versículo 7

No versículo 7, Salomão fala sobre si mesmo como um muro, e os seus seios como torres. Ele diz que a sua amada o vê como alguém que lhe traz paz. Esse versículo mostra o quanto Salomão é protetor e dedicado à sua amada, e o quanto ele espera que ela se sinta segura e amada por ele.

Versículo 8

No versículo 8, Salomão fala sobre a vinha de Baal-Hamom, que ele entregou a guardas, e cada um lhe trazia pelo seu fruto mil peças de prata. Ele também diz que a sua vinha, que lhe pertence, está diante dele, e que as mil peças de prata são para Salomão, e duzentas para os que guardam o seu fruto. Esse versículo mostra o quanto Salomão é generoso e preocupado com a felicidade dos seus.

Versículo 9

No versículo 9, Salomão pede para que aqueles que habitam nos jardins ouçam a sua voz. Esse versículo mostra o quanto Salomão deseja que sua amada ouça o que ele tem a d

Cânticos 8


Cânticos 8 retrata o amor de Salomão por a sua amada. O poema começa com Salomão desejando que a sua amada fosse como seu irmão, que foi amamentado por sua mãe. Ele descreve o que ele faria se a encontrasse “lá fora”: Levaria-a para casa da sua mãe e a ensinaria, e lhe daria vinho aromático e mosto de romãs. Ele a abençoa com uma bênção, conjurando as “filhas de Jerusalém” para não despertarem seu amor.

O poema continua com Salomão descrevendo como ele é como um muro para a sua amada. Ele a compara a uma vinha, a qual ele entregou a guardas para cuidar, e cada um deles lhe trazia mil peças de prata. Por fim, ele a chama para vir para seu jardim, que está cheio de aromas.

FAQ sobre Cânticos 8

O que é Cânticos 8?

Cânticos 8 é um poema no Antigo Testamento que retrata o amor de Salomão por sua amada. O poema fala sobre o que Salomão faria se ela fosse como seu irmão, a abençoando com uma bênção, comparando-a com uma vinha e a chamando para seu jardim.

Qual é o significado por trás do poema?

O poema de Cânticos 8 é uma metáfora para o amor de Deus por seu povo. O amor de Salomão por sua amada é uma imagem do amor de Deus por nós. O poema fala de como Deus nos abençoa, nos cuida e nos chama para estar com Ele.

Qual é a importância espiritual do poema?

Cânticos 8 é um poema que nos lembra do amor de Deus por nós. É uma lembrança de que Deus nos acolhe, nos abençoa e nos chama para estar com Ele. É uma lembrança de que Deus nos ama incondicionalmente e está sempre pronto para nos receber de volta.

Leave A Reply

Your email address will not be published.