De Esdras 4 à Vitória: Deus é Fiel e nos Dá Força​

0

Refletindo a passagem bíblica do livro de Esdras 4, podemos ver como o Senhor Deus de Israel foi fiel ao seu povo, mesmo diante das muitas tentativas de frustrar seus planos. Essa passagem nos mostra que Deus não só nos dá força para enfrentar as dificuldades, mas também nos dá sabedoria para vencer o inimigo. Deus prometeu a seu povo que eles edificariam o templo de Jerusalém, e aqui nós vemos que Deus cumpriu a sua promessa, mesmo diante dos esforços dos inimigos para impedi-los. Que possamos nos lembrar dessa passagem quando nos depararmos com obstáculos e dificuldades em nosso caminho, pois Deus está conosco, e Ele vai nos dar força e sabedoria para vencer.

Salmo Esdras 4

Conteúdo

Tabela sobre Esdras 4

Personagem Lição
Zorobabel e Jesuá Devemos ter fé e perseverança para alcançar nossos objetivos.
Reum, o chanceler, e Sinsai, o escrivão Não devemos nos deixar influenciar por interesses próprios.
Ciro, rei da Pérsia Devemos buscar a Deus e obedecê-lo acima de tudo.
Dario, rei da Pérsia Devemos nos esforçar para alcançar a paz.
Artaxerxes, rei da Pérsia Devemos buscar conhecer as consequências de nossas ações.

Esdras 4

1 Ouvindo, pois, os adversários de Judá e Benjamim que os que voltaram do
cativeiro edificavam o templo ao SENHOR Deus de Israel,

2 Chegaram-se a Zorobabel e aos chefes dos pais, e disseram-lhes: Deixai-nos
edificar convosco, porque, como vós, buscaremos a vosso Deus; como também já lhe
sacrificamos desde os dias de Esar-Hadom, rei da Assíria, que nos fez subir
aqui.

3 Porém Zorobabel, e Jesuá, e os outros chefes dos pais de Israel lhes disseram:
Não convém que nós e vós edifiquemos casa a nosso Deus; mas nós sozinhos a
edificaremos ao Senhor Deus de Israel, como nos ordenou o rei Ciro, rei da
Pérsia.

4 Todavia o povo da terra debilitava as mãos do povo de Judá, e inquietava-os no
edificar.

5 E alugaram contra eles conselheiros, para frustrarem o seu plano, todos os
dias de Ciro, rei da Pérsia, até ao reinado de Dario, rei da Pérsia.

6 No reinado de Assuero, no princípio do seu reinado, escreveram uma acusação
contra os habitantes de Judá e de Jerusalém.

7 E nos dias de Artaxerxes escreveram Bislão, Mitredate, Tabeel, e os outros
seus companheiros, a Artaxerxes, rei da Pérsia; e a carta estava escrita em
caracteres siríacos, e na língua siríaca.

8 Escreveram, pois, Reum, o chanceler, e Sinsai, o escrivão, uma carta contra
Jerusalém, ao rei Artaxerxes, do teor seguinte:

9 Então escreveu Reum, o chanceler, e Sinsai, o escrivão, e os outros seus
companheiros, os dinaítas, afarsaquitas, tarpelitas, afarsitas, arquevitas,
babilônios, susanquitas, deavitas, elamitas,

10 E os outros povos, que o grande e afamado Asnapar transportou, e que fez
habitar na cidade de Samaria, e nas demais províncias dalém do rio, em tal
tempo.

11 Este, pois, é o teor da carta que mandaram ao rei Artaxerxes: Teus servos, os
homens dalém do rio, em tal tempo.

12 Saiba o rei que os judeus, que subiram de ti, vieram a nós em Jerusalém, e
reedificam aquela rebelde e malvada cidade, e vão restaurando os seus muros, e
reparando os seus fundamentos.

13 Agora saiba o rei que, se aquela cidade se reedificar, e os muros se
restaurarem, eles não pagarão os direitos, os tributos e os pedágios; e assim se
danificará a fazenda dos reis.

14 Agora, pois, porquanto somos assalariados do palácio, e não nos convém ver a
desonra do rei, por isso mandamos avisar ao rei,

15 Para que se busque no livro das crônicas de teus pais. E acharás no livro das
crônicas, e saberás que aquela foi uma cidade rebelde, e danosa aos reis e
províncias, e que nela houve rebelião em tempos antigos; por isso foi aquela
cidade destruída.

16 Nós, pois, fazemos notório ao rei que, se aquela cidade se reedificar, e os
seus muros se restaurarem, sucederá que não terás porção alguma deste lado do
rio.

17 E o rei enviou esta resposta a Reum, o chanceler, e a Sinsai, o escrivão, e
aos demais seus companheiros, que habitavam em Samaria; como também aos demais
que estavam dalém do rio: Paz! em tal tempo.

18 A carta que nos enviastes foi explicitamente lida diante de mim.

19 E, ordenando-o eu, buscaram e acharam, que de tempos antigos aquela cidade se
levantou contra os reis, e nela se têm feito rebelião e sedição.

20 Também houve reis poderosos sobre Jerusalém que dalém do rio dominaram em
todo o lugar, e se lhes pagaram direitos, tributos e pedágios.

21 Agora, pois, dai ordem para impedirdes aqueles homens, a fim de que não se
edifique aquela cidade, até que eu dê uma ordem.

22 E guardai-vos de serdes remissos nisto; por que cresceria o dano para
prejuízo dos reis?

23 Então, depois que a cópia da carta do rei Artaxerxes foi lida perante Reum, e
Sinsai, o escrivão, e seus companheiros, apressadamente foram eles a Jerusalém,
aos judeus, e os impediram à força e com violência.

24 Então cessou a obra da casa de Deus, que estava em Jerusalém; e cessou até ao
ano segundo do reinado de Dario, rei da Pérsia.

Mensagem crista Esdras 4

Refletindo sobre a Passagem Bíblica

A passagem bíblica acima se refere às tentativas dos adversários de Judá e Benjamim de impedir a construção do Templo ao Senhor Deus de Israel, e a resistência de Zorobabel e dos outros chefes de Israel. O povo da terra tentou debilitar as mãos do povo de Judá e inquietá-los no edifício, alugando conselheiros para frustrar o plano. Durante o reinado de vários reis da Pérsia, os habitantes de Judá e Jerusalém foram acusados e a obra da casa de Deus foi interrompida.

A Mensagem de Superação

A história nos ensina que, apesar dos obstáculos, Deus está no controle e nos dá a força necessária para vencer. A passagem bíblica nos lembra de que devemos estar atentos aos nossos inimigos, mas também nos incentiva a continuar avançando e lutando pelo que acreditamos. A obra de Deus é santa e nenhuma força humana pode impedir o seu progresso.

Recebendo o Propósito de Deus

Deus tem um propósito para nossas vidas. Não devemos nos deixar desanimar pelo que os outros dizem ou fazem, pois Deus tem algo maior planejado. Devemos nos lembrar de que Ele nos dará a força necessária para vencer qualquer obstáculo. Quando nos apegamos ao nosso propósito e buscamos a direção de Deus, nada pode nos deter.

Esdras 4 e suas Abordagens


Esdras 4 relata, numa narrativa histórica, adversários de Judá e Benjamim que querem edificar o templo a Deus de Israel, e com isso eles obtém um não por parte de Zorobabel, Jesuá e dos outros chefes dos pais de Israel. Além disso, fica evidente que os habitantes da terra estavam tentando oprimir os habitantes de Judá e de Jerusalém, contratando conselheiros para frustrar o seu plano. E também foi mostrado que, nos dias do rei Artaxerxes, foi escrito uma acusação contra os habitantes de Judá e de Jerusalém. Finalmente, o rei Artaxerxes impediu a obra da casa de Deus em Jerusalém até o segundo ano de Dario, rei da Pérsia.

FAQ sobre Esdras 4

P: Quem eram os adversários de Judá e Benjamim?

R: Os adversários de Judá e Benjamim eram os habitantes da terra que queriam edificar o templo a Deus de Israel.

P: Por que Zorobabel, Jesuá e os outros chefes dos pais de Israel recusaram a permissão?

R: Zorobabel, Jesuá e os outros chefes dos pais de Israel recusaram a permissão porque eles queriam edificar o templo ao Senhor Deus de Israel, como ordenou o rei Ciro, rei da Pérsia.

P: Por que o rei Artaxerxes impediu a obra da casa de Deus em Jerusalém?

R: O rei Artaxerxes impediu a obra da casa de Deus em Jerusalém porque ele recebeu uma carta de seus servos dalém do rio, que explicavam que os judeus estavam reedificando a cidade rebelde e malvada, e que se isso acontecesse, não teriam porção alguma deste lado do rio.

P: Até que ano a obra da casa de Deus em Jerusalém cessou?

R: A obra da casa de Deus em Jerusalém cessou até o ano segundo do reinado de Dario, rei da Pérsia.

Leave A Reply

Your email address will not be published.