Viva a Grandeza de Deus em Ezequiel 31!

0

A passagem bíblica de Ezequiel 31 nos ensina sobre a grandeza de Deus e a soberania do Seu reino. Deus fala de Faraó, rei do Egito, e da Assíria, comparando-os a uma árvore do Éden, bela e grandiosa. Deus destaca a grandeza de Faraó e de sua multidão, mas também nos mostra que, no final, a soberania e a glória pertencem a Deus. Por isso, Deus nos chama a lembrar que somos limitados e que o nosso propósito é glorificar a Deus em tudo o que fazemos.

Salmo Ezequiel 31

Conteúdo

Tabela sobre Ezequiel 31

Personagem Lição
Faraó, rei do Egito Ninguém é maior do que Deus e todos os seres humanos são iguais diante Dele.
Assíria A soberba e a arrogância são castigadas por Deus.
Árvores do Éden A inveja e a cobiça não são bem-vindas diante de Deus.

Ezequiel 31

1 E sucedeu, no ano undécimo, no terceiro mês, ao primeiro do mês, que veio a
mim a palavra do SENHOR, dizendo:

2 Filho do homem, dize a Faraó, rei do Egito, e à sua multidão: A quem és
semelhante na tua grandeza?

3 Eis que a Assíria era um cedro no Líbano, de ramos formosos, de sombrosa
ramagem e de alta estatura, e a sua copa estava entre os ramos espessos.

4 As águas o fizeram crescer, o abismo o exalçou; as suas correntes corriam em
torno da sua plantação, e ele enviava os regatos a todas as árvores do campo.

5 Por isso se elevou a sua estatura sobre todas as árvores do campo, e se
multiplicaram os seus ramos, e se alongaram as suas varas, por causa das muitas
águas quando brotava.

6 Todas as aves do céu se aninhavam nos seus ramos, e todos os animais do campo
geravam debaixo dos seus ramos, e todas as grandes nações habitavam à sua
sombra.

7 Assim era ele formoso na sua grandeza, na extensão dos seus ramos, porque a
sua raiz estava junto às muitas águas.

8 Os cedros, no jardim de Deus, não o podiam obscurecer; as faias não igualavam
os seus ramos, e os castanheiros não eram como os seus renovos; nenhuma árvore
no jardim de Deus se assemelhou a ele na sua formosura.

9 Formoso o fiz com a multidão dos seus ramos; e todas as árvores do Éden, que
estavam no jardim de Deus, tiveram inveja dele.

10 Portanto assim diz o Senhor DEUS: Porquanto te elevaste na tua estatura, e se
levantou a sua copa no meio dos espessos ramos, e o seu coração se exalçou na
sua altura,

11 Eu o entregarei na mão do mais poderoso dos gentios, que lhe dará o
tratamento merecido; pela sua impiedade o lançarei fora.

12 E estrangeiros, das mais terríveis nações o cortarão, e deixá-lo-ão; cairão
os seus ramos sobre os montes e por todos os vales, e os seus renovos serão
quebrados por todos os rios da terra; e todos os povos da terra se retirarão da
sua sombra, e o deixarão.

13 Todas as aves do céu habitarão sobre a sua ruína, e todos os animais do campo
se acolherão sob os seus renovos;

14 Para que todas as árvores junto às águas não se exaltem na sua estatura, nem
levantem a sua copa no meio dos ramos espessos, nem as que bebem as águas venham
a confiar em si, por causa da sua altura; porque todos estão entregues à morte,
até à terra mais baixa, no meio dos filhos dos homens, com os que descem à cova.

15 Assim diz o Senhor DEUS: No dia em que ele desceu ao inferno, fiz eu que
houvesse luto; fiz cobrir o abismo, por sua causa, e retive as suas correntes, e
detiveram-se as muitas águas; e cobri o Líbano de preto por causa dele, e todas
as árvores do campo por causa dele desfaleceram.

16 Ao som da sua queda fiz tremer as nações, quando o fiz descer ao inferno, com
os que descem à cova; e todas as árvores do Éden, a flor e o melhor do Líbano,
todas as árvores que bebem águas, se consolavam nas partes mais baixas da terra.

17 Também estes com ele descerão ao inferno a juntar-se aos que foram
traspassados à espada, sim, aos que foram seu braço, e que habitavam à sombra no
meio dos gentios.

18 A quem, pois, és semelhante em glória e em grandeza entre as árvores do Éden?
Todavia serás precipitado com as árvores do Éden às partes mais baixas da terra;
no meio dos incircuncisos jazerás com os que foram traspassados à espada; este é
Faraó e toda a sua multidão, diz o Senhor DEUS.

Mensagem crista Ezequiel 31

Introdução

De acordo com a passagem bíblica acima, somos convidados a refletir sobre a grandeza de Deus e o que significa ser semelhante a Ele. Deus se compara a uma árvore cedro no Líbano, que é exaltada acima de todas as outras árvores do jardim de Deus. O cedro é descrito como sendo formoso em sua grandeza, com ramos espessos e exalçado por suas correntes de água. Todas as aves do céu e todos os animais do campo vivem à sua sombra, e todas as grandes nações habitam sob sua sombra.

A Glória de Deus

A passagem bíblica nos ensina que Deus é formoso em sua grandeza e exaltado acima de todas as outras árvores do jardim de Deus. Ele é a fonte de toda vida e todos os seres vivos se abrigam em sua sombra. Deus é o Único que é digno de toda glória e louvor, e Ele é o Único que é digno de ser exaltado acima de todas as outras coisas.

O Amor de Deus

A passagem bíblica nos ensina que Deus não é apenas grande em sua glória, mas também em seu amor. Deus nos ama incondicionalmente, mesmo quando estamos longe Dele. Ele nos ama tanto que entregou seu Filho para morrer por nossos pecados. Deus nos ama tanto que nos deu a chance de nos arrependermos e nos tornarmos filhos e filhas de Deus. O amor de Deus é tão grande que Ele nos ama mesmo quando ainda estamos longe Dele.

Conclusão

Ao refletirmos sobre a passagem bíblica acima, vemos que Deus é exaltado acima de todas as outras coisas e que Ele é digno de toda glória e louvor. Mas também vemos que Deus é um Deus de amor e misericórdia, que nos ama incondicionalmente, mesmo quando estamos longe Dele. Seu amor é tão grande que Ele nos dá a chance de nos arrependermos e nos tornarmos filhos e filhas de Deus. Que possamos honrar a Deus com nossas vidas e buscar o seu amor e a sua presença em nossas vidas. Amém.

Ezequiel 31: Comparação com o cedro do Líbano

Ezequiel 31 conta a história de Faraó e de sua multidão, comparando-a ao cedro do Líbano. O cedro é descrito como uma árvore com ramos formosos e alta estatura, que inspira inveja em todas as árvores do jardim de Deus. O cedro é exaltado por sua beleza e grandiosidade, mas também é condenado por sua arrogancia, pois foi entregue na mão do mais poderoso dos gentios, que lhe dará o tratamento merecido. As aves do céu e os animais do campo viviam em seu sombra, e todas as grandes nações habitavam à sua sombra.

FAQ – Perguntas e Respostas

1. O que é o cedro do Líbano?

O cedro do Líbano é uma árvore que é descrita em Ezequiel 31 como uma árvore com ramos formosos e alta estatura, que inspira inveja em todas as árvores do jardim de Deus.

2. O que significa a história de Faraó e de sua multidão?

A história de Faraó e de sua multidão é uma advertência para aqueles que se exaltam, pois eles serão entregues na mão do mais poderoso dos gentios, que lhes dará o tratamento merecido.

3. Por que Faraó foi condenado?

Faraó foi condenado por sua arrogância, pois ele se exaltou na sua estatura e levantou a sua copa no meio dos ramos espessos.

4. O que aconteceu com Faraó e sua multidão?

Faraó e sua multidão foram entregues na mão do mais poderoso dos gentios, que lhes dará o tratamento merecido. Eles foram cortados e deixados, e seus ramos foram quebrados por todos os rios da terra. Todos os povos da terra se retiraram da sua sombra, e eles foram precipitados ao inferno, onde jazeram com os que foram traspassados à espada.

Leave A Reply

Your email address will not be published.