A Profundidade de Ezequiel 7: O Julgamento Divino é Inevitável!

0

O livro de Ezequiel, escrito por Ezequiel, é um dos mais profundos e mais desafiadores livros da Bíblia. Neste capítulo, Deus fala ao profeta Ezequiel sobre o julgamento que está prestes a vir sobre a terra de Israel. A mensagem de Deus é clara: o julgamento divino é inevitável e não pode ser evitado. Deus não vai poupar a ninguém e vai julgar todos de acordo com seus caminhos e abominações. É preciso reconhecer que Deus é santo e justo, e que o julgamento divino é justo. Ainda assim, Deus também nos dá a oportunidade de arrependimento, para que possamos mudar nossos caminhos e nos reconciliarmos com Ele. Portanto, como cristãos, devemos nos aproximar de Deus e viver de acordo com Sua vontade, para que possamos evitar o julgamento divino.

Salmo Ezequiel 7

Conteúdo

Tabela sobre Ezequiel 7

Personagens Principais Lições
Filho do Homem Devemos ouvir a voz de Deus e seguir Seus ensinamentos.
Habitantes da Terra Devemos viver de acordo com os princípios de Deus para não sofrermos as consequências do nosso pecado.
Rei e Príncipe Devemos governar de acordo com os princípios de Deus para evitar conseqüências dolorosas.
Povo da Terra Devemos viver de acordo com os princípios de Deus para evitar as conseqüências do nosso pecado.

Ezequiel 7

1 Depois veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:

2 E tu, ó filho do homem, assim diz o Senhor DEUS acerca da terra de Israel: Vem
o fim, o fim vem sobre os quatro cantos da terra.

3 Agora vem o fim sobre ti, e enviarei sobre ti a minha ira, e te julgarei
conforme os teus caminhos, e trarei sobre ti todas as tuas abominações.

4 E não te poupará o meu olho, nem terei piedade de ti, mas porei sobre ti os
teus caminhos, e as tuas abominações estarão no meio de ti; e sabereis que eu
sou o Senhor.

5 Assim diz o Senhor DEUS: Um mal, eis que um só mal vem.

6 Vem o fim, o fim vem, despertou-se contra ti; eis que vem.

7 A manhà vem para ti, ó habitante da terra. Vem o tempo; chegado é o dia da
turbação, e não mais o sonido de alegria dos montes.

8 Agora depressa derramarei o meu furor sobre ti, e cumprirei a minha ira contra
ti, e te julgarei conforme os teus caminhos, e porei sobre ti todas as tuas
abominações.

9 E não te poupará o meu olho, nem terei piedade de ti; conforme os teus
caminhos, assim te punirei, e as tuas abominações estarão no meio de ti; e
sabereis que eu, o Senhor, é que firo.

10 Eis aqui o dia, eis que vem; veio a manhà, já floresceu a vara, já reverdeceu
a soberba.

11 A violência se levantou em vara de impiedade; nada restará deles, nem da sua
multidão, nem do seu rumor, nem haverá lamentação por eles.

12 Vem o tempo, é chegado o dia; o que compra não se alegre, e o que vende não
se entristeça; porque a ira ardente está sobre toda a multidão deles.

13 Porque o que vende não tornará a possuir o que vendeu, ainda que esteja entre
os viventes; porque a visão, sobre toda a sua multidão, não tornará para trás,
nem ninguém fortalecerá a sua vida com a sua iniqüidade.

14 Já tocaram a trombeta, e tudo prepararam, mas não há quem vá à peleja, porque
a minha ardente ira está sobre toda a sua multidão.

15 Fora está a espada, e dentro a peste e a fome; o que estiver no campo morrerá
à espada, e o que estiver na cidade a fome e a peste o consumirão.

16 E escaparão os que fugirem deles, mas estarão pelos montes, como pombas dos
vales, todos gemendo, cada um por causa da sua iniqüidade.

17 Todas as mãos se enfraquecerão, e todos os joelhos serão débeis como água.

18 E cingir-se-ão de sacos, e o terror os cobrirá; e sobre todos os rostos
haverá vergonha, e sobre todas as suas cabeças, calva.

19 A sua prata lançarão pelas ruas, e o seu ouro será removido; nem a sua prata
nem o seu ouro os poderá livrar no dia do furor do Senhor; eles não fartarão a
sua alma, nem lhes encherão o estômago, porque isto foi o tropeço da sua
iniqüidade.

20 E a glória do seu ornamento ele a pôs em magnificência, mas eles fizeram nela
imagens das suas abominações e coisas detestáveis; por isso eu lha tenho feito
coisa imunda.

21 E entregá-la-ei por presa, na mão dos estrangeiros, e aos ímpios da terra por
despojo; e a profanarão.

22 E desviarei deles o meu rosto, e profanarão o meu lugar oculto; porque
entrarão nele saqueadores, e o profanarão.

23 Faze uma cadeia, porque a terra está cheia de crimes de sangue, e a cidade
está cheia de violência.

24 E farei vir os piores dentre os gentios e possuirão as suas casas; e farei
cessar a arrogância dos fortes, e os seus lugares santos serão profanados.

25 Vem a destruição; eles buscarão a paz, mas não há nenhuma.

26 Miséria sobre miséria virá, e se levantará rumor sobre rumor; então buscarão
do profeta uma visão, mas do sacerdote perecerá a lei e dos anciãos o conselho.

27 O rei lamentará, e o príncipe se vestirá de desolação, e as mãos do povo da
terra se conturbarão; conforme o seu caminho lhes farei, e conforme os seus
merecimentos os julgarei; e saberão que eu sou o Senhor.

Mensagem crista Ezequiel 7

Introdução

A Palavra de Deus é clara em sua mensagem. Nesta passagem, o Senhor Deus fala acerca do fim da terra de Israel. É uma advertência de que a violência, a iniqüidade e a impiedade não serão toleradas. O Senhor Deus mostra que Ele é sábio e justo, e que os julgará de acordo com seus caminhos. Ao mesmo tempo, Ele mostra misericórdia aos que se arrependem de seus pecados e buscam a Sua face.

A Ira de Deus

O Senhor Deus fala que o fim vem sobre os quatro cantos da terra. Ele enviará Sua ira e julgará conforme os caminhos do homem, dando-lhe o que ele merece. Deus não poupará o olho, não terá piedade e não retornará a visão sobre a multidão. Esta é a Sua ira que é ardente e, como resultado, a violência está presente e a destruição é inevitável.

O Desespero e a Misericórdia de Deus

Apesar da ira de Deus, há uma mensagem de esperança. Ainda que o fim esteja próximo, Deus dá esperança àqueles que fogem deles. Aqueles que se arrependem dos seus pecados e buscam a face de Deus serão abençoados com Sua misericórdia. Deus não permitirá que aqueles que se arrependem sejam destruídos e, em vez disso, abençoará os que o servem com Sua misericórdia e amor.

Conclusão

Esta passagem nos lembra que Deus é sábio e justo. Ele não tolerará a iniqüidade e a violência, e os julgará de acordo com seus caminhos. Ao mesmo tempo, Deus nos dá esperança e nos lembra de que Sua misericórdia é grande para aqueles que se arrependem de seus pecados e buscam a Sua face. Esta passagem ensina-nos que devemos sempre buscar a face de Deus e viver uma vida de obediência a Sua Palavra.

Ezequiel 7

O capítulo 7 do livro de Ezequiel traz a profecia de que o Senhor DEUS enviaria sua ira sobre a terra de Israel e sobre seus habitantes, para que eles soubessem que Ele é o Senhor. O capítulo também descreve a violência e destruição que virão, juntamente com a fome e a peste, e as consequências das iniqüidades do povo. Além disso, é dito que todos os piores entre as nações virão e tomarão posse das casas deles, profanando seus lugares sagrados.

Perguntas Frequentes

  • O que o capítulo 7 de Ezequiel descreve?
    O capítulo 7 de Ezequiel descreve a profecia de que o Senhor DEUS enviaria sua ira sobre a terra de Israel e seus habitantes, para que eles soubessem que Ele é o Senhor. O capítulo também descreve a violência e destruição que virão, juntamente com a fome e a peste, e as consequências das iniqüidades do povo.
  • Quem será afetado pela profecia?
    A profecia afetará todos os habitantes da terra de Israel, e todos os piores entre as nações virão e tomarão posse das casas deles, profanando seus lugares sagrados.
  • O que acontecerá com o povo de Israel?
    O povo de Israel sofrerá com a ira do Senhor e experimentará violência, destruição, fome e peste como consequência de suas iniqüidades.
  • Qual é o propósito da profecia?
    O objetivo da profecia é que o povo de Israel saiba que o Senhor é o Senhor, e que eles terão que responder por seus caminhos e abominações.
Leave A Reply

Your email address will not be published.