O Consolador de Jó 16: a Fé que Sustenta Mesmo no Sofrimento

0

No capítulo 16 do livro de Jó, encontramos as palavras de Jó clamando a Deus em meio a sua dor e sofrimento. Ele expressa sua angústia e perplexidade diante da sua situação, pois mesmo sendo um homem justo, está sofrendo ao lado de seus amigos que o zombam. Neste momento de desespero, Jó questiona o Senhor e expressa a sua fé em Deus.

Ao refletirmos sobre este capítulo, podemos ver que Jó nos ensina sobre a importância da fé mesmo diante das circunstâncias mais difíceis. Ele nos mostra que podemos confiar em Deus, mesmo que não entendamos o motivo de tudo o que estamos passando. Jó nos ensina que Deus é o nosso consolador e que, mesmo nas horas mais sombrias, Ele está presente para nos ajudar.

Salmo Jo 16

Conteúdo

Tabela sobre Jó 16

Personagem Lição
A fé em Deus, mesmo quando enfrentamos dificuldades e sofrimento.
Amigos de Jó A importância de apoiar e consolar os amigos em momentos difíceis.
Deus A misericórdia e a justiça de Deus.

Jó 16

1 Então respondeu Jó, dizendo:

2 Tenho ouvido muitas coisas como estas; todos vós sois consoladores molestos.

3 Porventura não terão fim essas palavras de vento? Ou o que te irrita, para
assim responderes?

4 Falaria eu também como vós falais, se a vossa alma estivesse em lugar da minha
alma, ou amontoaria palavras contra vós, e menearia contra vós a minha cabeça?

5 Antes vos fortaleceria com a minha boca, e a consolação dos meus lábios
abrandaria a vossa dor.

6 Se eu falar, a minha dor não cessa, e, calando-me eu, qual é o meu alívio?

7 Na verdade, agora tu me tens fatigado; tu assolaste toda a minha companhia,

8 Testemunha disto é que já me fizeste enrugado, e a minha magreza já se levanta
contra mim, e no meu rosto testifica contra mim.

9 Na sua ira me despedaçou, e ele me perseguiu; rangeu os seus dentes contra
mim; aguça o meu adversário os seus olhos contra mim.

10 Abrem a sua boca contra mim; com desprezo me feriram nos queixos, e contra
mim se ajuntam todos.

11 Entrega-me Deus ao perverso, e nas mãos dos ímpios me faz cair.

12 Descansado estava eu, porém ele me quebrantou; e pegou-me pela cerviz, e me
despedaçou; também me pôs por seu alvo.

13 Cercam-me os seus flecheiros; atravessa-me os rins, e não me poupa, e o meu
fel derrama sobre a terra,

14 Fere-me com ferimento sobre ferimento; arremete contra mim como um valente.

15 Cosi sobre a minha pele o cilício, e revolvi a minha cabeça no pó.

16 O meu rosto está todo avermelhado de chorar, e sobre as minhas pálpebras está
a sombra da morte:

17 Apesar de não haver violência nas minhas mãos, e de ser pura a minha oração.

18 Ah! terra, não cubras o meu sangue e não haja lugar para ocultar o meu
clamor!

19 Eis que também agora a minha testemunha está no céu, e nas alturas o meu
testemunho está.

20 Os meus amigos são os que zombam de mim; os meus olhos se desfazem em
lágrimas diante de Deus.

21 Ah! se alguém pudesse contender com Deus pelo homem, como o homem pelo seu
próximo!

22 Porque decorridos poucos anos, eu seguirei o caminho por onde não tornarei.

Mensagem crista Jo 16

Jó responde aos seus amigos

Jó reconhece que seus amigos tentaram consolá-lo, mas que suas palavras não eram o suficiente para amenizar sua dor. Ele se pergunta porque suas palavras não cessam e por que ele não consegue mais se calar. Mesmo assim, Jó tem consciência de que Deus está com ele e que é comum passar por momentos difíceis.

Jó reconhece a dor

Jó se sente cansado e desgastado por tanta dor e sofrimento. Ele diz que Deus o despedaçou, perseguiu e fez com que ele se enrugasse. Ele também diz que seu adversário abriu a boca contra ele e o atacou com desprezo. Mesmo assim, Jó reconhece que não houve violência nas suas mãos e que a sua oração é pura.

Jó clama a Deus

Jó clama a Deus para que não cubra seu sangue e que não haja lugar para ocultar o seu clamor. Ele diz que a sua testemunha está no céu e que os seus amigos zombam dele. Jó reconhece que, apesar de tudo, Deus está com ele e que, passados poucos anos, ele seguirá o caminho por onde não voltará.

Conclusão

A passagem bíblica de Jó nos mostra que, em meio às dificuldades e sofrimentos da vida, é possível buscar forças em Deus. Mesmo diante de tanta dor e sofrimento, Jó reconhece que Deus está com ele e que há esperança no final do caminho. Esta passagem nos ensina que, mesmo com as dificuldades, Deus está presente e nos dá força e esperança.

Comentário e Interpretação de Jó 16

No capítulo 16 de Jó, temos a resposta de Jó aos seus amigos, que o acusam de ser um pecador, e que Deus está punindo-o por causa de seus pecados. Jó começa sua resposta dizendo que seus amigos são “consoladores molestos”. Ele se sente cansado e frustrado com as palavras de seus amigos, e como Deus, que parece não ouvir suas orações. Jó se sente desesperado, e pede para que Deus o ouça. Ele se pergunta se suas orações terão alguma vez um efeito, ou se Deus o ouvirá. Ele se sente despedaçado, e sua vida parece ser uma eterna perseguição.

Jó acredita que a sua dor é testemunho da bondade de Deus. Ele acredita que Deus o está testando, e que se Deus lhe puder conceder alívio, então ele pode louvar a Deus. Jó então pede a Deus para não encobrir seu sangue, e para que possa louvar a Deus mesmo nos momentos mais difíceis.

No fim, Jó faz uma pergunta a Deus, se algum homem pode contenda-lo como ele contende com seu próximo. Ele entende que todos nós vivemos por um tempo limitado, e que não pode continuar como está para sempre.

No fim, Jó descobre a verdadeira natureza de Deus, e que mesmo nos momentos mais difíceis, Deus é fiel e nos ama.

FAQ Sobre Jó 16

O que Jó diz em Jó 16?

Jó começa dizendo que seus amigos são “consoladores molestos”. Ele se sente cansado e frustrado com as palavras de seus amigos, e como Deus, que parece não ouvir suas orações. Jó se sente despedaçado, e sua vida parece ser uma eterna perseguição. No entanto, ele acredita que a sua dor é testemunho da bondade de Deus, e que se Deus lhe puder conceder alívio, então ele pode louvar a Deus. No fim, Jó faz uma pergunta a Deus, se algum homem pode contenda-lo como ele contende com seu próximo.

O que Jó aprende em Jó 16?

No fim, Jó descobre a verdadeira natureza de Deus, e que mesmo nos momentos mais difíceis, Deus é fiel e nos ama. Jó entende que todos nós vivemos por um tempo limitado, e que não pode continuar como está para sempre.

Por que Jó faz essa pergunta a Deus?

Jó faz essa pergunta porque ele acredita que Deus o está testando, e que se Deus lhe puder conceder alívio, então ele pode louvar a Deus. Ele quer saber se alguém pode defender-se diante de Deus como ele defende seu próximo.

Leave A Reply

Your email address will not be published.