Justiça Divina: Por que Deus Ama Seus Juízos e Abençoa os Seus Santos

0

Neste artigo, vamos explorar por que o Senhor ama o juízo e não desampara os seus santos. Veremos que Deus recompensa cada um segundo as suas obras e que o Seu olho está sobre os justos. Também veremos que o Seu amor é tão grande que Ele nos fez justiça ao nos livrar do pecado. Além disso, descobriremos que Deus nos ensina a viver sóbria, justa e piamente, e nos recompensa quando fazemos bem aos outros. Por último, veremos que devemos buscar primeiro o Reino de Deus e sua justiça para que sejamos abençoados. Então, vamos começar a descobrir por que o Senhor ama o juízo e não desampara os seus santos.

Mensagem crista Justica

Conteúdo

Tabela sobre Justiça

Característica Descrição
Justiça Fazer o bem, buscar o reino de Deus e a sua justiça, viver sóbrio, justo e pio.
Recompensa Deus recompensará cada um segundo as suas obras.
Oração A oração feita por um justo tem muito poder.
Graça A graça salvadora de Deus se manifestou a todos os homens.
Votos Fazer votos é um laço para o homem apropriar-se do que é santo.

Reflexão Bíblica

A Bíblia nos ensina que o Senhor ama o juízo e preserva os seus santos para sempre. Por isso, devemos perseverar em fazer o bem, pois o Senhor está atento ao clamor dos justos e recompensará cada um segundo as suas obras. É importante pensar em tudo o que é verdadeiro, honesto, justo, puro, amável, de boa fama e virtuoso. Jesus Cristo, que não conheceu pecado, foi feito pecado por nós para que fôssemos feitos justiça de Deus. Busquemos o Senhor de todo o nosso coração para não nos desviarmos dos Seus mandamentos. Não façamos mal aos outros e sigamos sempre o bem. Deus não se deixa escarnecer, pois todos colheremos o que plantarmos. Se confessarmos nossas culpas uns aos outros e orarmos uns pelos outros, seremos salvos. A graça salvadora de Deus foi manifestada a todos os homens, ensinando-nos a viver sóbria, justa e piamente. Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, pois a justiça livra da morte. Busquemos primeiro o reino de Deus e a sua justiça, e todas as outras coisas nos serão acrescentadas. O fruto da justiça semeia-se na paz para aqueles que exercitam a paz. Cheguemos a Deus e Ele se chegará a nós. Pecadores, alimpemos nossas mãos e purifiquemos nossos corações. Fazer justiça e juízo é mais aceitável ao Senhor do que sacrifício. Se padecermos por amor da justiça, seremos bem-aventurados. Seguir a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência e a mansidão nos dará vida, justiça e honra. Por fim, é importante evitar apropriar-se do que é santo e refletir antes de fazer votos.

Salmo Justica

Justiça: Uma Busca Eterna

O livro da Bíblia Sagrada nos ensina que a justiça é algo que devemos buscar, pois Deus ama o juízo e não desampara os seus santos, ou seja, aqueles que são justos e buscam seguir os preceitos do Senhor. Este é um dos temas mais recorrentes na Bíblia, sendo presente em várias passagens, como aquela aqui citada.

Personagens

Nesta passagem bíblica, o personagem central é o Senhor, que nos mostra o caminho da justiça, nos ensinando a fazer o bem e evitar o mal. Além disso, temos também nosso próprio personagem, o homem de Deus, que é encorajado a seguir a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência e a mansidão, para encontrar a vida, a justiça e a honra.

Versículos

Há diversos versículos que salientam a importância da justiça na vida cristã, como: “Porque o Senhor ama o juízo e não desampara os seus santos; eles são preservados para sempre; mas a semente dos ímpios será desarraigada” (Salmos 37:28). Ou ainda: “Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores” (Salmos 1:1). Outro versículo importante é: “Fazer justiça e juízo é mais aceitável ao Senhor do que sacrifício” (Provérbios 21:3).

Motivos bíblicos

Os motivos bíblicos são muitos e variados, mas a principal lição que podemos tirar desta passagem é que a justiça é um caminho que leva à vida. Além disso, outro motivo importante é que a justiça é um ato que agrada a Deus, e que ele nos recompensará de acordo com as nossas obras. Por fim, também é importante lembrar que a justiça nos livra da morte e nos abre as portas para a vida eterna.

Simbolismo

Um dos símbolos mais importantes presentes nesta passagem é o símbolo da luz e da vida. A justiça é representada como uma luz que nos guia no caminho certo, nos livrando das trevas e nos levando à vida eterna. Outro símbolo importante é o da recompensa. Este símbolo nos mostra que Deus nos recompensará de acordo com as nossas obras, seja com vida, justiça ou honra.

Conclusão

Ao final, podemos concluir que a justiça é um caminho que deve ser buscado por todos aqueles que desejam viver em santidade e segundo a vontade de Deus. Por meio dela, podemos encontrar a vida, a justiça e a honra, além de nos livrar da morte. A Bíblia Sagrada nos ensina que Deus ama e recompensa quem segue a justiça, então procuremos segui-la sempre.

O que é a Justiça?


A Justiça é o conjunto de princípios que regulam a convivência social. É a igualdade de direitos perante a lei, com a premissa de que todos são iguais diante da lei.

Quais são os princípios da Justiça?


Os princípios da Justiça são: igualdade diante da lei, direitos iguais para todos, responsabilidade, respeito às leis, direitos humanos, respeito às diferenças, entre outros.

Por que a Justiça é importante?


A Justiça é importante porque é a base de um ambiente harmonioso e solidário, pois ela assegura que todos sejam tratados de maneira igualitária, com independência de credo, origem, status social, etnia, entre outros.

Qual é o papel da Igreja Católica na Justiça?


A Igreja Católica tem o papel de promover a Justiça e a paz, orientando seus fiéis para que busquem um caminho de equilíbrio, diálogo e respeito para com todas as pessoas.

Como posso aplicar os princípios da Justiça em minha vida?


Você pode aplicar os princípios da Justiça em sua vida buscando sempre o diálogo, o respeito e a tolerância para com as diferenças, procurando ser responsável com suas escolhas, praticando ações de solidariedade e respeitando os direitos de todos.

Leave A Reply

Your email address will not be published.