Servindo a Deus com Marcos 3: O Que Jesus Ensina Sobre Família e Sábado

0

Refletindo sobre a passagem bíblica de Marcos 3, podemos ver que Jesus ensina que servir a Deus é muito mais importante do que qualquer outra coisa. Ele cura um homem com uma mão mirrada e desafia os fariseus com sua pergunta sobre o que é permitido no sábado. Ele também chama os Doze para que estejam ao seu lado e os envie para pregar e curar. Jesus destaca a importância de seguir a vontade de Deus acima de tudo. Ele nos dá uma lição de que a família verdadeira é aquela que serve a Deus e que é formada por aqueles que o amam. Essa passagem nos ensina a honrar a Deus em todos os momentos e a nos lembrar que o servir é o mais importante.

Salmo Marcos 3

Conteúdo

Tabela sobre Marcos 3

Personagem Lição
Homem com a mão mirrada Devemos buscar fazer o bem, mesmo que isso nos custe alguma coisa.
Fariseus e herodianos Não devemos ter coração duro e buscar o mal ao invés do bem.
Jesus Devemos amar e servir ao próximo, mesmo que isso nos custe alguma coisa.
Multidão Devemos buscar ouvir a Deus e seguir o Seu caminho.
Discípulos Devemos buscar servir a Deus e ao próximo, mesmo que isso nos custe alguma coisa.
Mãe e irmãos de Jesus Devemos buscar fazer a vontade de Deus acima de tudo.

Marcos 3

1 E outra vez entrou na sinagoga, e estava ali um homem que tinha uma das mãos
mirrada.

2 E estavam observando-o securaria no sábado, para o acusarem.

3 E disse ao homem que tinha a mão mirrada: Levanta-te e vem para o meio.

4 E perguntou-lhes: É lícito no sábado fazer bem, ou fazer mal? salvar a vida,
ou matar? E eles calaram-se.

5 E, olhando para eles em redor com indignação, condoendo-se da dureza do seu
coração, disse ao homem: Estende a tua mão. E ele a estendeu, e foi-lhe
restituída a sua mão, sã como a outra.

6 E, tendo saído os fariseus, tomaram logo conselho com os herodianos contra
ele, procurando ver como o matariam.

7 E retirou-se Jesus com os seus discípulos para o mar, e seguia-o uma grande
multidão da Galiléia e da Judéia,

8 E de Jerusalém, e da Iduméia, e de além do Jordão, e de perto de Tiro e de
Sidom; uma grande multidão que, ouvindo quão grandes coisas fazia, vinha ter com
ele.

9 E ele disse aos seus discípulos que lhe tivessem sempre pronto um barquinho
junto dele, por causa da multidão, para que o não oprimisse,

10 Porque tinha curado a muitos, de tal maneira que todos quantos tinham algum
mal se arrojavam sobre ele, para lhe tocarem.

11 E os espíritos imundos vendo-o, prostravam-se diante dele, e clamavam,
dizendo: Tu és o Filho de Deus.

12 E ele os ameaçava muito, para que não o manifestassem.

13 E subiu ao monte, e chamou para si os que ele quis; e vieram a ele.

14 E nomeou doze para que estivessem com ele e os mandasse a pregar,

15 E para que tivessem o poderde curar as enfermidades e expulsar os demônios:

16 A Simão, a quem pôs o nome de Pedro,

17 E a Tiago, filho de Zebedeu, e a João, irmão de Tiago, aos quais pôs o nome
de Boanerges, que significa: Filhos do trovão;

18 E a André, e a Filipe, e a Bartolomeu, e a Mateus, e a Tomé, e a Tiago, filho
de Alfeu, e a Tadeu, e a Simão, o Cananita,

19 E a Judas Iscariotes, o que o entregou.

20 E foram para uma casa. E afluiu outra vez a multidão, de tal maneira que nem
sequer podiam comer pão.

21 E, quando os seus ouviram isto, saíram para o prender; porque diziam: Está
fora de si.

22 E os escribas, que tinham descido de Jerusalém, diziam: Tem Belzebu, e pelo
príncipe dos demônios expulsa os demônios.

23 E, chamando-os a si, disse-lhes por parábolas: Como pode Satanás expulsar
Satanás?

24 E, se um reino se dividir contra si mesmo, tal reino não pode subsistir;

25 E, se uma casa se dividir contra si mesma, tal casa não pode subsistir.

26 E, se Satanás se levantar contra si mesmo, e for dividido, não pode
subsistir; antes tem fim.

27 Ninguém pode roubar os bens do valente, entrando-lhe em sua casa, se primeiro
não maniatar o valente; e então roubará a sua casa.

28 Na verdade vos digo que todos os pecados serão perdoados aos filhos dos
homens, e toda a sorte de blasfêmias, com que blasfemarem;

29 Qualquer, porém, que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca obterá perdão,
mas será réu do eterno juízo

30 (Porque diziam: Tem espírito imundo).

31 Chegaram, então, seus irmãos e sua mãe; e, estando fora, mandaram-no chamar.

32 E a multidão estava assentada ao redor dele, e disseram-lhe: Eis que tua mãe
e teus irmãos te procuram, e estão lá fora.

33 E ele lhes respondeu, dizendo: Quem é minha mãe e meus irmãos?

34 E, olhando em redor para os que estavam assentados junto dele, disse: Eis
aqui minha mãe e meus irmãos.

35 Porquanto, qualquer que fizer a vontade de Deus, esse é meu irmão, e minha
irmã, e minha mãe.

Mensagem crista Marcos 3

Marcos 3: 1-35

Jesus foi visto entrando na sinagoga, onde havia um homem com uma das mãos mirradas. Os fariseus estavam à espreita para acusá-lo de quebrar a lei do sábado. Jesus, então, fez uma pergunta a eles: É lícito no sábado fazer bem ou mal? Salvar a vida ou matar? Eles não responderam. Jesus olhou para eles com indignação, por causa da dureza de seus corações, e disse ao homem para estender a sua mão. Quando o homem o fez, sua mão foi restaurada, sã como a outra.

A Multidão

Ao saírem os fariseus, Jesus saiu com seus discípulos e uma grande multidão seguiu-o. Esta multidão vinha de várias partes, incluindo Galiléia, Judéia, Jerusalém, Iduméia, além do Jordão, Tiro e Sidom. Esta multidão estava interessada em Jesus por causa de seus milagres. Então, Jesus ordenou aos discípulos que mantivessem um barco pronto para ele, por causa da multidão, pois muitos se aproximavam para tocá-lo.

Os Doze Apóstolos

Jesus chamou para si os que ele escolheu e nomeou doze apóstolos para que estivessem com ele, para pregar e curar os doentes e expulsar os demônios. Estes doze eram Simão (Pedro), Tiago, filho de Zebedeu, João, irmão de Tiago, André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu, Tadeu e Simão, o Cananita, e Judas Iscariotes, que o entregou.

A Casa

Jesus e seus discípulos foram para uma casa e outra vez a multidão se reuniu, de tal maneira que nem mesmo puderam comer. Quando os escribas de Jerusalém ouviram falar disso, saíram para prendê-lo, pois achavam que ele estava fora de si. Jesus, então, explicou a eles com parábolas que Satanás não pode expulsar Satanás.

A Família de Jesus

Os irmãos e a mãe de Jesus o procuravam, mas ele os ignorou e disse: Quem é minha mãe e meus irmãos? Ele então olhou para os que estavam sentados ao seu redor e disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos. Porque qualquer que fizer a vontade de Deus é meu irmão, minha irmã e minha mãe.

Conclusão

Esta passagem nos mostra a importância de seguir a vontade de Deus e nos ensina que todos aqueles que fazem a vontade de Deus são nossa família. Jesus nos mostrou que devemos amar e aceitar todos aqueles que fazem a vontade de Deus, pois eles são nossos irmãos, irmãs e mães. Portanto, devemos nos esforçar para servir a Deus e amar nossos irmãos e irmãs na fé.

Marcos 3 – O Homem Com a Mão Mirrada

Marcos 3 conta a história de Jesus que se dirige à sinagoga e encontra um homem com uma das mãos mirradas. Os fariseus e herodianos observavam para acusá-lo de fazer algo errado no sábado. Jesus então pergunta se é lícito no sábado fazer bem ou mal, salvar vida ou matar e eles calaram-se. Jesus então olha para eles com indignação e manda o homem estender a mão. A mão do homem foi curada e os fariseus e herodianos conspiram para matar Jesus.

Jesus então retira-se para o mar com seus discípulos e é seguido por uma grande multidão da Galiléia, Judéia, Jerusalém, Iduméia, além do Jordão, Tiro e Sidom. Jesus curou muitos e os espíritos imundos reconheceram-no como o Filho de Deus. Jesus então chama os doze discípulos para que preguem e curar enfermidades e expulsar demônios.

Depois, Jesus e os discípulos foram para uma casa e uma multidão se reuniu ao redor deles. Os escribas de Jerusalém acusaram Jesus de ter um espírito imundo. Jesus então conta uma parábola sobre Satanás expulsando Satanás e explica que se um reino ou uma casa se dividir, não pode subsistir. Jesus então ensina que os pecados dos filhos dos homens serão perdoados, mas quem blasfemar contra o Espírito Santo não obterá perdão.

No final da história, Jesus diz que quem faz a vontade de Deus é seu irmão, irmã e mãe. Quando sua mãe e irmãos vieram procurá-lo, ele olhou para os que estavam sentados ao seu redor e disse que eles eram sua família.

FAQ – Marcos 3

O que acontece em Marcos 3?

Marcos 3 conta a história de Jesus que se dirige à sinagoga e encontra um homem com uma das mãos mirradas. Os fariseus e herodianos observavam para acusá-lo de fazer algo errado no sábado. Jesus então pergunta se é lícito no sábado fazer bem ou mal, salvar vida ou matar e eles calaram-se. Jesus então olha para eles com indignação e manda o homem estender a mão. A mão do homem foi curada e os fariseus e herodianos conspiram para matar Jesus.

Quem são os discípulos de Jesus?

Os discípulos de Jesus são Simão (Pedro), Tiago (Filho de Zebedeu), João (Irmão de Tiago), André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago (Filho de Alfeu), Tadeu, Simão (Cananita) e Judas Iscariotes.

O que Jesus ensina em Marcos 3?

Jesus ensina em Marcos 3 que quem faz a vontade de Deus é seu irmão, irmã e mãe. Ele também ensina que todos os pecados dos filhos dos homens serão perdoados, mas quem blasfemar contra o Espírito Santo não obterá perdão.

Leave A Reply

Your email address will not be published.