Conheça a Novena de Nossa Senhora de Fátima

0

Celebrada no dia 13 de maio, Nossa Senhora de Fátima é venerada pelos fiéis da Igreja Católica no mundo inteiro. Hoje, você conhecerá um pouco a origem da novena em devoção à santa e sobre a história das aparições da Virgem às três crianças na cidade de Fátima, em Portugal.

O que é uma Novena?

A novena é um conjunto de orações realizadas durante um período de nove dias seguidos, que pode ser rezada de forma particular ou comunitária. Esse tipo de prece é muito comum na Igreja Católica, sendo a Novena de Natal uma das mais famosas e, especialmente no mês de maio, a novena de Nossa Senhora de Fátima.

O que é uma Novena?
Novena. Fonte/Reprodução: original.

As novenas são orações devocionais realizadas em nove dias, por esse número ser o quadrado de três, número que representa a Santíssima Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo).

Em geral, são rezadas às vésperas do dia de alguma celebração católica, dia de um santo ou para alcançar uma graça.

Qual a história de Nossa Senhora de Fátima?

A história das aparições de Nossa Senhora de Fátima remonta ao ano de 1917, durante a Primeira Guerra Mundial, quando a Virgem Maria apareceu a três crianças analfabetas que viviam na cidade de Fátima, em Portugal: Lúcia dos Santos (10 anos), Francisco Marto (9 anos) e Jancinta Marto (7 anos). Nossa Senhora fazia um apelo à conversão, à penitência e à oração, principalmente, do rosário.

Os Três Pastorinhos presenciaram seis aparições de Nossa Senhora de Fátima, onde a primeira ocorreu em 13 de maio de 1917, e a última em 13 de outubro do mesmo ano. As manifestações sempre aconteciam na Cova da Iría, com exceção da que ocorreu em 19 de agosto, em Valinhos.

A Igreja Católica só começou a reconhecer as aparições de Nossa Senhora de Fátima oficialmente em 13 de outubro de 1917, após sinais extraordinários relatados à época e que ficaram conhecidos como Milagre do Sol.

Das três crianças que presenciaram todas as aparições de Nossa Senhora de Fátima, duas morreram logo nos anos seguintes: Francisco em 1919, aos 10 anos de idade, e Jacinta em 1920, aos 9 anos. Ambos foram canonizados e são santos da Igreja Católica.

Já Lúcia, foi a que viveu mais tempo, e foi a responsável por transmitir a maior parte dos relatos, algo que foi prometido pela Virgem de Fátima na segunda aparição. Ela morreu em 13 de fevereiro de 2005, aos 97 anos.

Qual a origem da Novena de Nossa Senhora de Fátima?

Após a história de Nossa Senhora de Fátima ficar conhecida em Portugal, a devoção começou a se espalhar pelo mundo inteiro. Nos dias atuais, ainda continua muito forte, fato que pode ser comprovado ao ver várias igrejas dedicadas à Virgem Maria sob esse título e diversos fiéis que falam sobre ela.

Qual a origem da Novena de Nossa Senhora de Fátima?
Origem. Fonte/Reprodução: original.

Por se tratar de uma oração devocional, que pode ser feita de forma privada, é difícil estimar a data da primeira novena de Nossa Senhora de Fátima. Porém, é possível imaginar que no ano 1918 alguém daquela região já tenha iniciado esse tipo de prece de forma particular.

Dessa forma, a tradição tem mais de um século de existência, e possui várias maneiras de ser feita, com diferentes estruturas e modelos de textos. Veja a seguir um dos modelos de novena de Nossa Senhora de Fátima para rezar.

Início da Novena de Nossa Senhora de Fátima

De modo geral, a novena sempre começa com um oferecimento de todos os dias. Essa oração é seguida por uma prece preparatória, depois, é rezada a oração do dia, que conta com um tema para cada data da novena. A estrutura principal é concluída com a oração final.

Oferecimento para todos os dias

Antes de iniciar a novena de Nossa Senhora de Fátima, é preciso fazer a seguinte oração de oferecimento:

Meu Deus, eu creio, adoro, espero e vos amo. Peço-vos perdão pelos que não creem, não adoram, não esperam e não vos amam.

Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo! Eu Vos adoro profundamente e Vos ofereço o preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo, presente em todos os sacrários da terra, em reparação dos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele é ofendido. E pelos méritos infinitos de seu Santíssimo Coração e intercessão do Imaculado Coração de Maria, Vos peço a conversão dos pobres pecadores.

Feita essa prece, é hora de ir para o próximo passo.

Oração preparatória para todos os dias

Após a oração para todos os dias da novena, reza-se a prece preparatória:

Ó Santíssima Virgem Maria, Rainha do Rosário e Mãe de misericórdia, que vos dignastes manifestar em Fátima a ternura de vosso Imaculado Coração trazendo-nos mensagens de salvação e de paz, confiados em vossa misericórdia maternal e agradecidos das bondades de vosso amantíssimo coração, viemos a vossos pés para render-vos o tributo de nossa veneração e amor. Concedei-nos as graças de que necessitamos para cumprir fielmente vossa mensagem de amor, e a que vos pedimos nessa novena, se forem elas para maior glória de Deus, honra vossa e proveito de nossas almas. Assim seja.

Depois de rezar a preparação, o fiel irá fazer a oração respectiva aquele dia da novena de Nossa Senhora de Fátima.

Oração final para todos os dias

Veja agora a oração final para todos os dias:

Ó Deus, cujo Unigênito, com Sua vida, Morte e Ressurreição mereceu-nos o prêmio da salvação eterna, suplicamos-Vos: concedas-nos que, meditando os mistérios do Santíssimo Rosário da bem-aventurada Virgem Maria, imitemos os exemplos que nos ensinam e alcancemos o prêmio que prometem. Pelo mesmo Jesus Cristo, nosso Senhor, Amém.

Essa prece encerra cada um dos dias da novena.

Orações para a Novena de Nossa Senhora de Fátima

Depois de fazer oferecimento e a prece de preparação para todos os dias, o devoto rezará a oração referente ao dia da novena de Nossa Senhora de Fátima. A cada data tem um tema específico que será meditado e as estruturas estão listadas a seguir.

Primeiro Dia: oração de Penitência e Exame de Consciência

Confira a oração do primeiro dia:

Ó Santíssima Virgem Maria, Mãe dos pobres pecadores, que aparecendo em Fátima deixastes transparecer em vosso rosto celestial uma leve sombra de tristeza para indicar a dor que causam os pecados dos homens, os quais, com maternal compaixão, exortastes a não afligir mais a vosso Filho com a culpa e a reparar os pecados com a mortificação e a penitência, dai-nos a graça de uma sincera dor dos pecados cometidos e a resolução generosa de reparar com obras de penitência e mortificação todas as ofensas que se inferem a vosso Divino Filho e o vosso Coração Imaculado.

Após orar, faça uma meditação e depois realize a oração final para todos os dias.

Segundo Dia: oração para Santidade de vida

Acompanhe a oração do segundo dia:

Ó Santíssima Virgem Maria, Mãe da divina graça, que vestida de nívea brancura vos aparecestes aos pastorinhos singelos e inocentes, ensinando-os assim o quanto devemos amar e procurar a inocência da alma, e que pedistes por meio deles a emenda dos costumes e a santidade de uma vida cristã perfeita, concedei-nos misericordiosamente a graça de saber apreciar a dignidade de nossa condição de cristãos e levar uma vida conforme as promessas batismais.

Após orar, faça uma meditação e depois realize a oração final para todos os dias.

Terceiro Dia: amor à oração

A oração do terceiro dia deve ocorrer da seguinte forma:

Ó Santíssima Virgem Maria, vaso insigne de devoção, que aparecestes em Fátima tendo pendente de vossas mãos o Santo Rosário, e que insistentemente repetias: “Orai, orai muito” para conseguir findar, por meio da oração, os males que nos ameaçam. Concedei-nos o dom e o espírito de oração, a graça de sermos fiéis no cumprimento do grande preceito de orar, fazendo-o todos os dias, para assim observar bem os santos mandamentos, vencer as tentações e chegar ao conhecimento e amor de Jesus Cristo, nesta vida, e à união feliz com Ele na outra.

Após orar, faça uma meditação e depois realize a oração final para todos os dias.

Quarto Dia: amor à Igreja

A oração do quarto dia diz respeito ao amor à igreja, veja:

Ó Santíssima Virgem Maria, rainha da Igreja, que exortastes aos pastorinhos de Fátima a rogar pelo Papa e infundistes em suas almas sinceras uma grande veneração e amor por ele, como vigário de vosso Filho e Seu representante na Terra, infunde também a nós o espírito de veneração e docilidade à autoridade do Romano Pontífice, de adesão inquebrantável a seus ensinamentos, e nele e com ele um grande amor e respeito a todos os ministros da santa Igreja, por meio dos quais participamos da vida da graça nos sacramentos.

Após orar, faça uma meditação e depois realize a oração final para todos os dias.

Quinto Dia: Maria e Saúde dos enfermos

No quinto dia, a oração diz respeito a maria e a saúde dos enfermos, confira:

Ó Santíssima Virgem Maria, saúde dos enfermos e amparo dos aflitos, que movida pelo rogo dos pastorinhos, fizestes já curas em vossas aparições em Fátima, e haveis convertido este lugar, santificado por vossa presença, em oficina de vossas misericórdias maternais em favor de todos os aflitos; ao vosso coração maternal acudimos cheios de filial confiança, mostrando as enfermidades de nossas almas e as aflições e doenças todas de nossa vida. Deixai sobre elas um olhar de compaixão e as remedíeis com a ternura de vossas mãos, para que assim possamos servir-vos e amar-vos com todo nosso coração e com todo nosso ser.

Após orar, faça uma meditação e depois realize a oração final para todos os dias.

Sexto Dia: Maria e refúgio dos pecadores

Veja agora a oração do sexto dia:

Ó Santíssima Virgem Maria, refúgio dos pecadores, que ensinastes aos pastorinhos de Fátima a rogar incessantemente ao Senhor para que os desgraçados não caiam nas penas eternas do inferno, e que manifestastes a um dos três que os pecados da carne são os que mais almas arrastam àquelas terríveis chamas, colocai em nossas almas um grande horror ao pecado e o temor santo da justiça divina, e ao mesmo tempo despertai nelas a compaixão pelos pobres pecadores e um santo zelo para trabalhar com nossas orações, exemplos e palavras por sua conversão.

Após orar, faça uma meditação e depois realize a oração final para todos os dias.

Sétimo Dia: Maria e alívio das almas do purgatório

A oração do sétimo dia é a seguinte:

Ó Santíssima Virgem Maria, rainha do Purgatório, que ensinastes aos pastorinhos de Fátima a rogar a Deus pelas almas do Purgatório, especialmente pelas mais abandonadas, encomendamos à inesgotável ternura de vosso maternal coração todas as almas que padecem naquele lugar de purificação, em particular as de todos os nossos chegados e familiares e as mais abandonadas e necessitadas; aliviais suas penas e levai-as prontas à região da luz e da paz, para ali cantar perpetuamente vossas misericórdias.

Após orar, faça uma meditação e depois realize a oração final para todos os dias.

Oitavo Dia: Maria e Rainha do rosário

Veja agora como fazer a oração do outavo dia:

Ó Santíssima Virgem Maria, que em vossa última aparição vos destes a conhecer como a Rainha do Santíssimo Rosário, e em todas as aparições recomendastes a reza dessa devoção como o remédio mais seguro e eficaz para todos os males e calamidades que nos afligem, tanto da alma quanto do corpo, tanto públicas quanto privadas, colocai em nossas almas uma profunda estima pelos mistérios de nossa Redenção que se comemoram na reza do Rosário, para assim viverem sempre de seus frutos. Concedei-nos a graça de ser sempre fiéis à prática de rezá-lo diariamente para honrarmos a vós, acompanhando vossas alegrias, dores e glórias, e assim merecer vossa maternal proteção e assistência em todos os momentos da vida, mas especialmente na hora da morte.

Após orar, faça uma meditação e depois realize a oração final para todos os dias.

Nono Dia: o Imaculado Coração de Maria

A oração do nono e ultimo dia deve ser feita da seguinte forma:

Ó Santíssima Virgem Maria, Mãe nossa dulcíssima, que escolhestes aos pastorinhos de Fátima para mostrar ao mundo as ternuras de vosso coração misericordioso e lhes propusestes a devoção ao mesmo como o meio com o qual Deus quer dar a paz ao mundo, como o caminho para levar as almas a Ele, e como uma prenda suprema de salvação, fazei, ó coração da mais terna das mães, que possamos compreender vossa mensagem de amor e de misericórdia, que a abracemos com filial adesão e que a pratiquemos sempre com fervor. E assim seja vosso coração nosso refúgio, nossa esperança e o caminho que nos conduz ao amor e à união com vosso Filho Jesus.

Após orar, faça uma meditação e depois realize a oração final para todos os dias.

Como novenas são práticas devocionais, cabe ao fiel definir o dia em que começará a rezar, mas é importante sempre cumprir os nove dias e lembrar que fazer a novena de Nossa Senhora de Fátima atende os apelos feitos pela Virgem Maria durante as aparições no ano de 1917: conversão, penitência e oração.

Leave A Reply

Your email address will not be published.