O que é o Mistério do Santo Rosário?

0

A oração do Santo Rosário é muito antiga, bastante querida na Igreja Católica e muito recomendada pelos santos. Meditar cada Mistério desta poderosa oração ajuda o cristão a colher os frutos desta devoção.

Neste texto, você aprenderá um pouco mais sobre os mistérios Gozosos do Santo Rosário e como fazer para meditar cada um deles.

O que são os mistérios Gozosos do Santo Rosário?

Por meio do Mistério Gozoso, o devoto medita cinco momentos específicos da vida de Jesus Cristo e da Virgem Maria, através do Santo Rosário: o anúncio do anjo, a visita de Maria a sua prima, o nascimento de Jesus, a apresentação no templo, a perda e reencontro do menino Jesus no templo.

O que são os mistérios Gozosos do Santo Rosário?
O que são. Fonte/Reprodução: original.

Ao percorrer este itinerário de oração por meio do Santo Rosário, o cristão pode colher os frutos que cada mistério meditado proporciona e que irão dar suporte à sua caminhada na fé.

Qual a origem do mistério do Santo Rosário?

A prática devocional de rezar o Santo Rosário é bem antiga na Igreja Católica, e também muito recomendada. É uma oração que consiste em repetições, e a cada Mistério, medita sobre uma série de acontecimentos da vida de Cristo de sua mãe, Maria.

Qual a origem do mistério do Santo Rosário?
Origem. Fonte/Reprodução: original.

O ato de recitar o Santo Rosário constantemente foi um dos pedidos de Nossa Senhora de Fátima durante as aparições em Portugal, no ano de 1917.

Os mistérios do Santo Rosário e seus significados

Durante o itinerário do Santo Rosário, o cristão meditará diferentes passagens da vida de Jesus: estes são os chamados Mistérios. Cada um deles está subdividido em cinco partes para contemplação.

Veja abaixo quais são os significados de cada mistério Gozoso do Santo Rosário.

1° Mistério Gozoso: O anúncio do anjo à Virgem Maria

Este Mistério convida a meditar sobre a importância da Virgem Maria no projeto de salvação. Está reflexão do Santo Rosário leva o fiel ao Evangelho de São Lucas com a seguinte passagem bíblica:

“No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um homem que se chamava José, da casa de Davi e o nome da virgem era Maria.” (Lc 1, 26-27).

O primeiro Mistério Gozoso deve ser rezado com o exemplo de Maria, que deu o seu sim a Deus. O fruto da meditação deste mistério é a humildade.

2° Mistério Gozoso: a visita de Nossa Senhora a sua prima Isabel

O segundo Mistério Gozoso recorda a visita que Maria fez a sua prima, Santa Isabel, e a alegria vivida pelas duas. O fio condutor para esta meditação é a narrativa bíblica destacada a seguir:

“Naqueles dias, Maria se levantou e foi às pressas às montanhas, a uma cidade de Judá. Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. Ora, apenas Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança estremeceu no seu seio; e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. E exclamou em alta voz: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre”” (Lc 1, 39-42).

A meditação deste Mistério do Santo Rosário é a caridade fraterna.

3° Mistério Gozoso: o nascimento de Jesus

O nascimento de Jesus é um dos grandes acontecimentos da história da salvação, e é este fato que o terceiro Mistério Gozoso meditará através do Evangelho de São Lucas, conforme visto adiante:

“Naqueles tempos apareceu um decreto de César Augusto, ordenando o recenseamento de toda a terra. Este recenseamento foi feito antes do governo de Quirino, na Síria. Todos iam alistar-se, cada um na sua cidade.

Também José subiu da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à Cidade de Davi, chamada Belém, porque era da casa e família de Davi, para se alistar com a sua esposa Maria, que estava grávida. Estando eles ali, completaram-se os dias dela.

E deu à luz seu filho primogênito, e, envolvendo-o em faixas, reclinou-o num presépio; porque não havia lugar para eles na hospedaria” (Lc 2,1-7).

Este Mistério do Santo Rosário tem como fruto o espírito de pobreza.

4° Mistério Gozoso: apresentação de Jesus no templo

Maria e José eram judeus e, em obediência à tradição, levaram o recém-nascido Jesus para ser apresentado no templo conforme narra o seguinte trecho do Evangelho:

“Completados que foram os oito dias para ser circuncidado o menino, foi-lhe posto o nome de Jesus, como lhe tinha chamado o anjo, antes de ser concebido no seio materno. Concluídos os dias da sua purificação segundo a Lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém para o apresentar ao Senhor, conforme o que está escrito na lei do Senhor: Todo primogênito do sexo masculino será consagrado ao Senhor; e para oferecerem o sacrifício prescrito pela lei do Senhor, um par de rolas ou dois pombinhos.” (Lc 2, 21-24).

Os frutos da meditação deste Mistério do Santo Rosário são a castidade e obediência.

5° Mistério Gozoso: Perda e reencontro do menino Jesus no templo

A dor da perda de Jesus foi superada pela alegria do reencontro três dias depois. Foi uma experiência terrível para José e Maria, mas com grande significado para a vida cristã: a constante busca por Deus. É este momento que o quinto Mistério Gozoso ajuda a meditar com esta passagem bíblica:

“Seus pais iam todos os anos a Jerusalém para a festa da Páscoa. Tendo ele atingido doze anos, subiram a Jerusalém, segundo o costume da festa. Acabados os dias da festa, quando voltavam, ficou o menino Jesus em Jerusalém, sem que os seus pais o percebessem…

Três dias depois o acharam no templo, sentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os. Todos os que o ouviam estavam maravilhados da sabedoria de suas respostas” (Lc 2, 41-47).

A procura de Deus em tudo é o fruto deste Mistério do Santo Rosário.

Como recitar o Rosário

Para iniciar a meditação do Santo Rosário, deve-se fazer o sinal da cruz e é recomendável fazer a oração do Espírito Santo. Em seguida, na cruz do terço, reza-se o Credo.

Após a cruz, são encontradas quatro contas: na primeira conta é feita a oração do Pai e nas demais são três Ave Maria.

Antes de cada dezena, o Mistério que será contemplado deve ser anunciado, é feita uma breve reflexão acerca do trecho bíblico correspondente para que seja obtido maior proveito da oração do Santo Rosário.

Orações para recitar depois dos mistérios

Cada mistério do Santo Rosário é composto por um Pai Nosso e dez Ave Maria, além de ser intercalado com algumas outras preces breves conforme verá a seguir.

Pai Nosso

Depois de anunciar o Mistério que será meditado e refletir o trecho do Evangelho, reza-se a oração do Pai Nosso.

“Pai Nosso, que estais no céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso Reino, seja feita a Vossa Vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje, perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tenha ofendido. E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.”

O Pai Nosso sempre virá o começo das dezenas.

Ave Maria

Em seguida, a oração da Ave Maria é repetida dez vezes.

“Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco. Bendita sois Vós entre as mulheres, bendito é o fruto de Vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.”

Durante o Santo Rosário, você repetirá 50 vezes a oração da Ave Maria: dez repetições para cada Mistério.

Glória ao Pai

Após o término da dezena do mistério no Santo Rosário, é dito o Glória ao Pai.

“Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, como era no princípio, agora e sempre. Amém.”

Esta jaculatória marca o final das dezenas do mistério.

Salve Rainha

Após concluir a meditação dos mistérios, é recitada a Salve Rainha.

“Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida, doçura e esperança nossa, salve! A Vós bradamos, os degredados filhos de Eva. A Vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas.

Eia, pois, Advogada nossa, esses Vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e, depois deste desterro, mostrai-nos a Jesus, bendito fruto de Vosso ventre, ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria.

Rogai por nós, santa Mãe de Deus,

Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Amém.”

Por ser um hino, a Salve Rainha pode ser rezada ou cantada ao fim do Rosário.

Depois de percorrer todo o itinerário para meditar os Mistérios Gozosos do Santo Rosário e colher os seus frutos, o cristão torna-se mais consciente de que deve sempre buscar a Deus e tem, por meio dessa devoção, um bom caminho para fazer isso.

Leave A Reply

Your email address will not be published.