Descobrindo a Sabedoria de Provérbios 18: Seguir os ensinamentos de Deus para a Alegria e Paz!

0

Neste postblog, vamos refletir sobre o Provérbios 18 da Bíblia Sagrada. Esta passagem é repleta de sabedoria, conselhos e ensinamentos importantes para a vida cristã. Vamos abordar diversos tópicos, como a importância de se ter um coração humilde, como viver de acordo com a vontade de Deus, a importância de buscar a sabedoria e a necessidade de buscar a satisfação de nossos desejos de forma correta. Esta passagem nos ensina que com Deus tudo é possível, e que seguindo os seus ensinamentos, podemos ter uma vida repleta de alegria e paz.

Salmo Proverbios 18

Conteúdo

Tabela sobre Provérbios 18

Personagem Lição
Aquele que se isola Não satisfazer seu próprio desejo pode nos levar a sabedoria
O tolo A verdadeira sabedoria é mais importante que o que agrada o nosso coração
O ímpio O ímpio traz desprezo e vergonha
O homem As palavras que saem de nossa boca podem ser profundas e transbordantes de sabedoria
O justo Não favorecer o ímpio pode nos ajudar a ganhar a questão
O mexeriqueiro As palavras do mexeriqueiro são doces, mas não trazem benefícios
O negligente Ser negligente em nossas obras nos torna irmãos dos desperdiçadores
O Senhor O Senhor é uma forte torre para o justo
O rico Os bens do rico são sua cidade forte
O homem Humildade vem antes da honra
O que responde antes de ouvir Responder antes de ouvir é estultícia
O espírito abatido O espírito abatido só pode ser suportado por Deus
O entendido O coração do entendido adquire conhecimento
Aquele que pleiteia A sorte faz cessar os pleitos
O irmão ofendido É mais difícil conquistar um irmão ofendido do que uma cidade forte
O homem O fruto da boca de cada um satisfaz o seu ventre
A morte e a vida A língua tem o poder da morte e da vida
Aquele que encontra uma esposa Encontrar uma esposa é encontrar o bem e a benevolência de Deus
O pobre e o rico O pobre fala com rogos e o rico responde com dureza
O homem

Provérbios 18

1 Busca satisfazer seu próprio desejo aquele que se isola; ele se insurge contra
toda sabedoria.

2 O tolo não tem prazer na sabedoria, mas só em que se manifeste aquilo que
agrada o seu coração.

3 Vindo o ímpio, vem também o desprezo, e com a ignomínia a vergonha.

4 Águas profundas são as palavras da boca do homem, e ribeiro transbordante é a
fonte da sabedoria.

5 Não é bom favorecer o ímpio, e com isso, fazer o justo perder a questão.

6 Os lábios do tolo entram na contenda, e a sua boca brada por açoites.

7 A boca do tolo é a sua própria destruição, e os seus lábios um laço para a sua
alma.

8 As palavras do mexeriqueiro são como doces bocados; elas descem ao íntimo do
ventre.

9 O que é negligente na sua obra é também irmão do desperdiçador.

10 Torre forte é o nome do Senhor; a ela correrá o justo, e estará em alto
refúgio.

11 Os bens do rico são a sua cidade forte, e como uma muralha na sua imaginação.

12 O coração do homem se exalta antes de ser abatido e diante da honra vai a
humildade.

13 O que responde antes de ouvir comete estultícia que é para vergonha sua.

14 O espírito do homem susterá a sua enfermidade, mas ao espírito abatido, quem
o suportará?

15 O coração do entendido adquire o conhecimento, e o ouvido dos sábios busca a
sabedoria.

16 Com presentes o homem alarga o seu caminho e o eleva diante dos grandes.

17 O que pleiteia por algo, a princípio parece justo, porém vem o seu próximo e
o examina.

18 A sorte faz cessar os pleitos, e faz separação entre os poderosos.

19 O irmão ofendido é mais difícil de conquistar do que uma cidade forte; e as
contendas são como os ferrolhos de um palácio.

20 Do fruto da boca de cada um se fartará o seu ventre; dos renovos dos seus
lábios ficará satisfeito.

21 A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu
fruto.

22 Aquele que encontra uma esposa, acha o bem, e alcança a benevolência do
Senhor.

23 O pobre fala com rogos, mas o rico responde com dureza.

24 O homem de muitos amigos deve mostrar-se amigável, mas há um amigo mais
chegado do que um irmão.

Mensagem crista Proverbios 18

Busca satisfazer seu próprio desejo aquele que se isola

O desejo por satisfação pessoal é um dos principais motivadores da ação humana. Quando buscamos satisfazer nossos desejos sem nos conectar com os outros, nos isolamos e nos tornamos suscetíveis às tentações do mundo. O resultado dessa busca isolada é a insubmissão à sabedoria divina, a qual nos ensina a viver em comunhão com Deus e com os outros.

O tolo não tem prazer na sabedoria

O tolo é aquele que não busca a sabedoria, mas apenas aquilo que satisfaz seu desejo. Ele se recusa a enxergar a verdadeira sabedoria, que é a que vem do Senhor, e se contenta com o que o mundo lhe oferece. O resultado dessa escolha é a vergonha e o desprezo.

As palavras da boca do homem são profundas

As palavras que saem da boca do homem são como águas profundas. Elas podem abençoar ou maldizer, curar ou destruir, edificar ou despedaçar. Por isso, precisamos tomar cuidado com o que dizemos, pois as palavras tem poder para afetar a vida das outras pessoas de forma positiva ou negativa.

Não é bom favorecer o ímpio

Devemos nos esforçar para não favorecer o ímpio, pois isso pode fazer com que o justo perca a questão. Assim como o tolo, o ímpio não tem interesse em buscar a justiça e a verdade, mas apenas em satisfazer seus desejos egoístas. Por isso, é importante que busquemos sempre a justiça e a verdade, para que possamos ser abençoados pelo Senhor.

Torre forte é o nome do Senhor

Ao invés de buscar a satisfação pessoal, devemos buscar a proteção do Senhor. Ele é a nossa torre forte, o nosso refúgio. Quando buscamos o Senhor, podemos nos alegrar em Sua presença e encontrar a verdadeira sabedoria, a qual nos ensina a viver em comunhão com Ele e com os outros.

O que é o Provérbio 18?

Provérbio 18 é um capítulo da Bíblia Sagrada, localizado no livro de Provérbios. O capítulo contém vinte e quatro versículos que ensinam sobre a sabedoria, a humildade, a justiça, a bondade e a generosidade.

Principais ensinamentos do Provérbio 18

O Provérbio 18 ensina que buscar satisfazer os próprios desejos ao invés de seguir a sabedoria é um ato tolo. Também nos alerta sobre o perigo de favorecer o ímpio em detrimento do justo. Além disso, o texto ensina que as palavras são como águas profundas, que podem ser usadas para destruição ou para construção. Por fim, o capítulo fala sobre a importância da bondade e da generosidade, além de nos ensinar que ser humilde, justo e sábio é importante para alcançar a benevolência de Deus.

FAQ sobre Provérbios 18

O que é o Provérbio 18?

R: Provérbio 18 é um capítulo da Bíblia Sagrada, localizado no livro de Provérbios.

Quais são os principais ensinamentos do Provérbio 18?

R: O Provérbio 18 ensina sobre a sabedoria, a humildade, a justiça, a bondade e a generosidade.

O que o Provérbio 18 diz sobre a importância das palavras?

R: O texto ensina que as palavras são como águas profundas, que podem ser usadas para destruição ou para construção.

Leave A Reply

Your email address will not be published.