Mergulhe na Justiça Pela Fé: Romanos 4

0

Introdução:
A passagem bíblica de Romanos 4 nos ensina sobre a justiça que vem pela fé. Esta passagem mostra que Abraão, nosso pai segundo a carne, foi justificado pela sua fé em Deus, e não pelas suas obras. A justiça de Abraão foi imputada a ele pela fé, independentemente de estar circuncidado ou não. Esta passagem também mostra que a promessa de Deus de que Abraão seria herdeiro do mundo foi feita pela justiça da fé, não pela lei. Além disso, esta passagem nos ensina que, assim como Abraão, nós também somos justificados pela fé, e não pelas obras. Deus nos justifica pelo sacrifício de Jesus, e nós somos salvos pela fé que temos nele. Assim, podemos ter a certeza de que somos justificados pela fé em Jesus, e que Deus nos perdoa os nossos pecados.

Salmo Romanos 4

Conteúdo

Tabela sobre Romanos 4

Personagem Lição
Abraão A fé é mais importante que as obras para a justificação.
Davi Deus perdoa os pecados de quem crê Nele.
Jesus Ele morreu e ressuscitou para nos justificar.

Romanos 4

1 Que diremos, pois, ter alcançado Abraão, nosso pai segundo a carne?

2 Porque, se Abraão foi justificado pelas obras, tem de que se gloriar, mas não
diante de Deus.

3 Pois, que diz a Escritura? Creu Abraão a Deus, e isso lhe foi imputado como
justiça.

4 Ora, àquele que faz qualquer obra não lhe é imputado o galardão segundo a
graça, mas segundo a dívida.

5 Mas, àquele que não pratica, mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé
lhe é imputada como justiça.

6 Assim também Davi declara bem-aventurado o homem a quem Deus imputa a justiça
sem as obras, dizendo:

7 Bem-aventurados aqueles cujas maldades são perdoadas,E cujos pecados são
cobertos.

8 Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputa o pecado.

9 Vem, pois, esta bem-aventurança sobre a circuncisão somente, ou também sobre a
incircuncisão? Porque dizemos que a fé foi imputada como justiça a Abraão.

10 Como lhe foi, pois, imputada? Estando na circuncisão ou na incircuncisão? Não
na circuncisão, mas na incircuncisão.

11 E recebeu o sinal da circuncisão, selo da justiça da fé quando estava na
incircuncisão, para que fosse pai de todos os que crêem, estando eles também na
incircuncisão; a fim de que também a justiça lhes seja imputada;

12 E fosse pai da circuncisão, daqueles que não somente são da circuncisão, mas
que também andam nas pisadas daquela fé que teve nosso pai Abraão, que tivera na
incircuncisão.

13 Porque a promessa de que havia de ser herdeiro do mundo não foi feita pela
lei a Abraão, ou à sua posteridade, mas pela justiça da fé.

14 Porque, se os que são da lei são herdeiros, logo a fé é vã e a promessa é
aniquilada.

15 Porque a lei opera a ira. Porque onde não há lei também não há transgressão.

16 Portanto, é pela fé, para que seja segundo a graça, a fim de que a promessa
seja firme a toda a posteridade, não somente à que é da lei, mas também à que é
da fé que teve Abraão, o qual é pai de todos nós,

17 (Como está escrito: Por pai de muitas nações te constituí) perante aquele no
qual creu, a saber, Deus, o qual vivifica os mortos, e chama as coisas que não
são como se já fossem.

18 O qual, em esperança, creu contra a esperança, tanto que ele tornou-se pai de
muitas nações, conforme o que lhe fora dito: Assim será a tua descendência.

19 E não enfraquecendo na fé, nào atentou para o seu próprio corpo já
amortecido, pois era já de quase cem anos, nem tampouco para o amortecimento do
ventre de Sara.

20 E não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na
fé, dando glória a Deus,

21 E estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso
para o fazer.

22 Assim isso lhe foi também imputado como justiça.

23 Ora, não só por causa dele está escrito, que lhe fosse tomado em conta,

24 Mas também por nós, a quem será tomado em conta, os que cremos naquele que
dentre os mortos ressuscitou a Jesus nosso Senhor;

25 O qual por nossos pecados foi entregue, e ressuscitou para nossa
justificação.

Mensagem crista Romanos 4

Introdução

Neste artigo, vamos refletir sobre a passagem bíblica acima, que fala sobre a justificação por meio da fé, conforme foi dada a Abraão. Vamos discutir como esta passagem tem aplicação para nossa vida hoje.

Abraão foi Justificado pela Fé

De acordo com a Escritura, Abraão foi justificado por sua fé em Deus. Ele creu que Deus era capaz de justificá-lo, mesmo sem ele ter feito nenhuma obra. Esta é uma lição importante para nós, pois nos mostra que Deus nos justifica por meio de nossa fé, e não por meio de nossas obras. Deus não nos recompensa por nossas obras, mas por nossa fé.

Davi Declarou Bem-Aventurado Aquele a Quem Deus Imputa a Justiça sem as Obras

Davi declarou que aqueles cujas maldades são perdoadas e cujos pecados são cobertos são bem-aventurados. Ele também disse que aqueles a quem Deus não imputa o pecado são bem-aventurados. Esta é outra lição importante para nós, pois nos mostra que Deus não nos julga pela nossa justiça, mas pela nossa fé. Deus nos recompensa por nossa fé, não por nossas obras.

A Promessa de Herdeiro do Mundo foi Feita pela Fé, não pela Lei

A promessa de Abraão de ser herdeiro do mundo não foi feita pela lei, mas pela justiça da fé. Deus não recompensa aqueles que são obedientes à lei, mas aqueles que têm fé. Esta é outra lição importante para nós, pois nos mostra que Deus nos recompensa por nossa fé, não por nossas obras. Se quisermos ser recompensados por Deus, devemos ter fé em Deus e em Seu plano.

Conclusão

Esta passagem bíblica nos ensina que Deus nos recompensa por nossa fé, não por nossas obras. Abraão foi justificado por sua fé, e Davi declarou bem-aventurado aqueles a quem Deus não imputa o pecado. A promessa de Abraão de ser herdeiro do mundo foi feita pela fé, e não pela lei. Se quisermos ser recompensados por Deus, devemos ter fé em Deus e em Seu plano.

Romanos 4 – Uma Reflexão Teológica

O capítulo quatro de Romanos começa com Paulo perguntando aos Cristãos que diremos, pois, ter alcançado Abraão, nosso pai segundo a carne? Paulo enfatiza que Abraão foi justificado por sua fé, e não por obras. Ademais, ele cita Davi ao dizer que Deus imputa a justiça sem as obras, e que é bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputa o pecado.

A partir disso, Paulo pergunta se esta bem-aventurança se aplica somente à circuncisão ou também à incircuncisão? Ele responde que foi imputada à Abraão na incircuncisão, a fim de que ele se tornasse pai de todos os que crêem. Paulo conclui que a promessa de que Abraão seria herdeiro do mundo não foi feita pela lei, mas pela justiça da fé.

Por fim, Paulo conclui que a justiça foi imputada a Abraão por sua fé, e afirma que isso também é imputado aos que creem naquele que ressuscitou Jesus nosso Senhor.

FAQs sobre Romanos 4

O que é a justiça imputada à Abraão?

A justiça imputada à Abraão foi sua fé em Deus, que foi considerada o equivalente à justiça.

A bem-aventurança se aplica somente à circuncisão ou também à incircuncisão?

A bem-aventurança se aplica à incircuncisão, pois foi nessa condição que Abraão foi justificado por sua fé.

Qual é a relação entre a promessa a Abraão e a fé?

A promessa de que Abraão seria herdeiro do mundo não foi feita pela lei, mas pela justiça da fé. A fé de Abraão foi o que o permitiu herdar a promessa de Deus.

Leave A Reply

Your email address will not be published.