Confiança e Paciência: Aprendendo com o Salmo 73

0

Amados irmãos e irmãs, que a Paz de Deus esteja conosco! Hoje, nosso texto bíblico é o salmos 73. Nele, o salmista reflete sobre a prosperidade dos ímpios e como ela contrasta com as dificuldades por que passam os justos.

Por mais que isso possa nos causar perplexidade, Deus tem um plano maior e mais sábio para nossa vida.

Deus é bom e justo. Seus propósitos são misteriosos, mas sempre guiados pela mais absoluta bondade. Ele nos desafia a abandonar o caminho da iniquidade para alcançarmos a paz e o bem-estar que ele deseja para nós.

Salmo Salmos 73
Fonte/Reprodução: original.

Mas também há lições nos salmos 73: não deixemos a prosperidade dos ímpios nos desencorajar. Deus está no controle de tudo.

Ele sabe que os ímpios serão castigados e que a bondade será recompensada. Por isso, não percam coragem. Perseveremos e ajudemos uns aos outros a passar pela jornada da justiça.

Confiemos em Deus e em sua sabedoria. Ele sabe o que é melhor para nós e está trabalhando para nos levar ao nosso destino de segurança e felicidade.

Por isso, deixemos de lado as invejas e seguimos os caminhos de Deus com fé e perseverança. Assim, seremos recompensados com a glória que ele tem reservada para aqueles que o amam. Amém!

Conteúdo

Tabela do Salmos 73

O Salmos 73 é um salmo que oferece mensagens de esperança e conforto. É um salmo que reconhece as dificuldades da vida, mas também nos lembra que Deus nos ama e cuida de nós mesmo quando não vemos nenhuma saída.

VersículosConteúdoMensagem
Salmos 7:31Verdadeiramente bom é Deus para com Israel, para com os limpos de coração.Deus é bom e justo com aqueles que são limpos de coração.
Salmos 7:32-33Quanto a mim, os meus pés quase que se desviaram; pouco faltou para que escorregassem os meus passos. Porque eu tinha inveja dos néscios, quando via a prosperidade dos ímpios.É fácil cair em tentação quando vemos outras pessoas prosperando, mas é importante resistir a esses sentimentos e manter a fé em Deus.
Salmos 7:34-36Porque não há apertos na sua morte, mas firme está a sua força. Não se acham em trabalhos como outros homens, nem são afligidos como outros homens. Por isso a soberba os cerca como um colar; vestem-se de violência como de adorno.Os ímpios prosperam e não são punidos por suas más ações, o que pode levar à arrogância e à violência.
Versículos

Essa tabela nos dá uma visão clara do caminho a seguir e nos dá força e motivação para continuar lutando. É um salmo que nos encoraja a ter fé em Deus e acreditar que ele tem um plano para nossas vidas.

Leia o Salmos 73

O Salmos 73 é um dos mais profundos salmos da Bíblia, enfatizando as diferenças entre aqueles que serviram a Deus e aqueles que não o fizeram.

O salmo começa com o autor reconhecendo que os ímpios parecem ter mais sucesso em termos materiais, enquanto os justos têm pouca sorte.

Mas ao longo do salmos 73, o autor reconhece que Deus tem um plano para aqueles que o seguem. Ele é um Deus poderoso e justo, e os ímpios serão punidos por suas ações.

1 Verdadeiramente bom é Deus para com Israel, para com os limpos de coração.

2 Quanto a mim, os meus pés quase que se desviaram; pouco faltou para que
escorregassem os meus passos.

3 Pois eu tinha inveja dos néscios, quando via a prosperidade dos ímpios.

4 Porque não há apertos na sua morte, mas firme está a sua força.

5 Não se acham em trabalhos como outros homens, nem são afligidos como outros
homens.

6 Por isso a soberba os cerca como um colar; vestem-se de violência como de
adorno.

7 Os olhos deles estão inchados de gordura; eles têm mais do que o coração podia
desejar.

8 São corrompidos e tratam maliciosamente de opressão; falam arrogantemente.

9 Põem as suas bocas contra os céus, e as suas línguas andam pela terra.

10 Por isso o povo dele volta aqui, e águas de copo cheio se lhes espremem.

11 E eles dizem: Como o sabe Deus? Há conhecimento no Altíssimo?

12 Eis que estes são ímpios, e prosperam no mundo; aumentam em riquezas.

13 Na verdade que em vão tenho purificado o meu coração; e lavei as minhas mãos
na inocência.

14 Pois todo o dia tenho sido afligido, e castigado cada manhã.

15 Se eu dissesse: Falarei assim; eis que ofenderia a geração de teus filhos.

16 Quando pensava em entender isto, foi para mim muito doloroso;

17 Até que entrei no santuário de Deus; então entendi eu o fim deles.

18 Certamente tu os puseste em lugares escorregadios; tu os lanças em
destruição.

19 Como caem na desolação, quase num momento! Ficam totalmente consumidos de
terrores.

20 Como um sonho, quando se acorda, assim, ó Senhor, quando acordares,
desprezarás a aparência deles.

21 Assim o meu coração se azedou, e sinto picadas nos meus rins.

22 Assim me embruteci, e nada sabia; fiquei como um animal perante ti.

23 Todavia estou de contínuo contigo; tu me sustentaste pela minha mão direita.

24 Guiar-me-ás com o teu conselho, e depois me receberás na glória.

25 Quem tenho eu no céu senão a ti? e na terra não há quem eu deseje além de ti.

26 A minha carne e o meu coração desfalecem; mas Deus é a fortaleza do meu
coração, e a minha porção para sempre.

27 Pois eis que os que se alongam de ti, perecerão; tu tens destruído todos
aqueles que se desviam de ti.

28 Mas para mim, bom é aproximar-me de Deus; pus a minha confiança no Senhor
DEUS, para anunciar todas as tuas obras.

O salmo termina com o autor clamando por misericórdia e restauração, confiante de que Deus está no controle.

A leitura do Salmos 73 pode nos ajudar a lembrar que, mesmo quando parece que os ímpios têm a vantagem, Deus dará sua recompensa aos fiéis.

Salmos 73: Um Olhar sobre a Prosperidade dos Ímpios

Amados irmãos e irmãs, que a Paz de Deus esteja conosco! Hoje, nosso texto bíblico é o salmos 73. Nele, o salmista reflete sobre a prosperidade dos ímpios e como ela contrasta com as dificuldades por que passam os justos.

Ele se sente perplexo e desanimado ao ver a injustiça humana. No entanto, ao mesmo tempo, ele descobre que Deus é o seu refúgio, que lhe dá força e coragem. Ele reflete sobre a sabedoria divina, que prevê o destino dos ímpios e santifica os justos.


Assim, o salmista conclui que o fim dos ímpios é trágico, enquanto o dos justos é de alegria eterna. Ele então se alegra em Deus, pois sabe que sua esperança está nele. Ele encerra o salmo pedindo a bênção de Deus para aqueles que o temem.

Por mais que isso possa nos causar perplexidade, Deus tem um plano maior e mais sábio para nossa vida.

Deus é Bom e Justo

Deus é bom e justo. Seus propósitos são misteriosos, mas sempre guiados pela mais absoluta bondade. Ele nos desafia a abandonar o caminho da iniquidade para alcançarmos a paz e o bem-estar que ele deseja para nós.

Lições do Salmos 73

Mas também há lições nesse salmo: não deixemos a prosperidade dos ímpios nos desencorajar. Deus está no controle de tudo. Ele sabe que os ímpios serão castigados e que a bondade será recompensada. Por isso, não percam coragem. Perseveremos e ajudemos uns aos outros a passar pela jornada da justiça.

Confiemos em Deus

Confiemos em Deus e em sua sabedoria. Ele sabe o que é melhor para nós e está trabalhando para nos levar ao nosso destino de segurança e felicidade. Por isso, deixemos de lado as invejas e seguimos os caminhos de Deus com fé e perseverança. Assim, seremos recompensados com a glória que ele tem reservada para aqueles que o amam. Amém!

Conclusão

Amados irmãos e irmãs, Deus nos desafia a perseverar na fé e a não nos desencorajarmos com a prosperidade dos ímpios. Ele nos dá forças e coragem para vencermos as dificuldades e chegarmos ao nosso destino de segurança e felicidade.

Mensagem crista Salmos 73
Fonte/Reprodução: original.

Por isso, abramos os nossos corações para Deus e vamos em frente, sem medo, com fé e perseverança. Assim, a recompensa que Deus tem reservada para aqueles que o amam será nossa. Amém!

FAQ – Salmo 73

Salmos 73 é um dos salmos mais conhecidos e importantes da Bíblia. Nesse salmo, o escritor descreve sua jornada de fé, testemunhando sua experiência de confusão e desalento diante das turbulências da vida.

O Salmos 73 oferece uma verdadeira lição de esperança que nos ajuda a compreender que mesmo nos momentos mais difíceis, Deus está cuidando de nós. É um salmo que traz consolo àqueles que têm dúvidas sobre a bondade de Deus e sua presença na vida de todos nós.

O que é o Salmo 73?

O Salmos 73 é um dos 150 salmos do livro do Antigo Testamento. Nele, o salmista reflete sobre a prosperidade dos ímpios e como ela contrasta com as dificuldades por que passam os justos.

O que o Salmo 73 nos ensina?

O Salmos 73 nos ensina que não devemos deixar a prosperidade dos ímpios nos desencorajar. Deus está no controle de tudo. Ele sabe que os ímpios serão castigados e que a bondade será recompensada. Por isso, não percam coragem. Perseveremos e ajudemos uns aos outros a passar pela jornada da justiça.

Como podemos confiar em Deus?

Devemos confiar em Deus e em sua sabedoria. Ele sabe o que é melhor para nós e está trabalhando para nos levar ao nosso destino de segurança e felicidade.

Por isso, deixemos de lado as invejas e seguimos os caminhos de Deus com fé e perseverança. Assim, seremos recompensados com a glória que ele tem reservada para aqueles que o amam.

O que significa “Verdadeiramente bom é Deus para com Israel, para com os limpos de coração” (Salmos 73, 1)?

A frase “Verdadeiramente bom é Deus para com Israel, para com os limpos de coração” significa que Deus é bondoso com todos aqueles que o amam e que seguem os seus caminhos. Aquele que se mantém puro de coração será abençoado por Deus com segurança e felicidade.

Quais são os versículos finais do Salmo 73?

Os versículos finais do Salmos 73 são: “Mas para mim, bom é aproximar-me de Deus; pus a minha confiança no Senhor DEUS, para anunciar todas as tuas obras” (Salmos 73, 28).

Esses versículos nos ensinam que devemos confiar em Deus e aproximar-nos dele. Ao nos aproximarmos de Deus, sermos abençoados com segurança e felicidade.

Leave A Reply

Your email address will not be published.