Santa Doroteia: Padroeira das flores

0

Nascida em Cesareia da Capadócia no Século III, Santa Doroteia teve seus pais martirizados. Em sua liberdade e formação herdada principalmente dos pais, Doroteia escolheu viver sua juventude na castidade perfeita, em jejum e com muita oração, atraindo desta maneira a afeição daqueles que eram testemunhas de sua humildade, doçura e prudência.

santa-doroteia-02092015-5352129-2127591

Doroteia foi uma das primeiras vítimas do governador Fabrício, que recebeu ordens imperiais para exterminar a religião cristã. Após um interrogatório, que não a fez renunciar a Jesus, ela continuava cheia de alegria, e dizia: “Tenho pressa de chegar junto de Jesus, meu Senhor, que chamou para si os meus pais”.

0209-santa-doroteia-3258272-4257616

Teófilo, um advogado, em tom de brincadeira, disse para Doroteia que enviasse do jardim de seu senhor, frutos e rosas; Doroteia, levando a sério, disse que se ele acreditasse em Deus ela faria o que ele havia pedido.

Aconteceu que antes dela morrer, pediu uns instantes para rezar, chamou um menino de seis anos e entregou-lhe o lenço com o qual havia enxugado o rosto a fim de que chegasse para o advogado Teófilo.

maxresdefault-8158603-9608298

O menino entregou o lenço, justamente na hora em que Doroteia foi decapitada (no ano de 304) Vendo o corpo sem vida de Santa Dorotéia, o advogado levou o lenço ao rosto e sentiu um forte e inesquecível perfume de flores e frutas.

Teófilo se ajoelhou ali mesmo, pediu perdão a Deus por ter perseguido os cristãos e se converteu.

Por causa de seu testemunho de fé, ele também foi preso e forçado a renunciar à fé em Cristo.

Como ele não renunciou, foi igualmente decapitado dando grande testemunho de fé em Nosso Senhor. Muitos se converteram por causa de seu testemunho.

Leave A Reply

Your email address will not be published.