São Melquíades

0

Conheça a história de São Melquíades:

Melquíades era um homem muito especial, vindo da África. Ele foi escolhido para ser parte do Clero Romano, que são pessoas que fazem muitas coisas importantes para ajudar as pessoas. Então, quando o Papa Eusébio morreu, todos decidiram que Melquíades seria seu sucessor, ou seja, ele seria o novo Papa.

Conteúdo

São Melquíades, o Papa da Liberdade dos Cristãos

Melquíades foi um grande Papa. Ele queria que os cristãos tivessem liberdade para acreditar em seu Deus. No entanto, o Imperador Máximo não deixava isso acontecer. Mas, um herói chamado Constantino lutou contra o Imperador Máximo para dar aos cristãos a liberdade que eles mereciam. Com isso, São Melquíades passou a ser conhecido como o Papa da liberdade dos cristãos.

Melquíades defendia a fé cristã. Ele se dedicou a ajudar as pessoas a acreditarem na mensagem de Jesus. Quando algumas pessoas começaram a dizer coisas diferentes, São Melquíades lutou para que a verdade de Jesus fosse ouvida. Ele ajudou a proteger a Igreja para que todos pudessem acreditar na mesma coisa.

São Melquíades, Verdadeiro Filho da Paz e Pai dos Cristãos

Ele ajudou a Igreja a ter mais liberdade religiosa e a organizar melhor as suas sedes paroquiais em Roma. Também ajudou a recuperar os bens que a Igreja tinha perdido durante a perseguição. Melquíades também ajudou a criar um sentimento de unidade entre as igrejas de Roma e as outras igrejas.

São Melquíades
São Melquíades

Quando São Melquíades morreu, ele foi enterrado na Via Ápia, no cemitério de Calisto. Muitas pessoas o reconheceram como “Verdadeiro filho da paz, verdadeiro pai dos cristãos”.

Oração a São Melquíades

Conheça esta oração para São Melquíades:

Deus, nosso Pai, ajudai-nos a cumprir os nossos deveres, para que possamos exigir o cumprimento dos nossos direitos. Cresce a consciência da dignidade exímia da pessoa humana, superior a todas as coisas.

Seus direitos e deveres são universais e invioláveis. É preciso, portanto que se tornem acessíveis ao homem todas aquelas coisas que lhe são necessárias para levar uma vida verdadeiramente humana. Tais são: alimento, roupa, habitação, direito de escolher livremente o estado de vida e de constituir família, direito à educação, ao trabalho, à boa fama, ao respeito, à conveniente informação, direito de agir segundo a norma reta de sua consciência, direito à proteção da vida particular e à justa liberdade, também em matéria religiosa. Portanto, a ordem social e o seu progresso devem ordenar-se incessantemente ao bem das pessoas, pois a organização das coisas deve subordinar-se à ordem das pessoas e não ao contrário (Gaudium et Spes, 279 ss.).

Oração a São Melquíades
Leave A Reply

Your email address will not be published.