Que tal buscar sabedoria em Tiago 4? Venha refletir sobre a vida cristã!

0

Neste post, vamos refletir sobre a passagem bíblica de Tiago 4 e seus ensinamentos sobre a vida cristã. Esta passagem nos convida a refletir sobre como a nossa vida é passageira e como devemos nos sujeitar a Deus. Esta passagem nos ensina a não nos gloriarmos de nossas presunções e nos lembra que devemos fazer o bem. Vamos, então, refletir sobre o que Deus nos ensina nesta passagem de Tiago 4 para podermos viver de acordo com a vontade de Deus!

Salmo Tiago 4

Conteúdo

Tabela sobre Tiago 4

Personagem Lição
Deus Resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.
Diabo Devemos resistir ao diabo para que ele fuja de nós.
Pecadores Devemos nos arrepender, limpar as mãos e purificar os corações.
Presunçosos A glória tal como a presunção é maligna.
Aqueles que sabem fazer o bem Devemos fazer o bem, caso contrário, cometemos pecado.

Tiago 4

1 De onde vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura não vêm disto, a saber,
dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam?

2 Cobiçais, e nada tendes; matais, e sois invejosos, e nada podeis alcançar;
combateis e guerreais, e nada tendes, porque não pedis.

3 Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites.

4 Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade
contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se
inimigo de Deus.

5 Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espírito que em nós habita tem
ciúmes?

6 Antes, ele dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá
graça aos humildes.

7 Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.

8 Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós
de duplo ânimo, purificai os corações.

9 Senti as vossas misérias, e lamentai e chorai; converta-se o vosso riso em
pranto, e o vosso gozo em tristeza.

10 Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará.

11 Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Quem fala mal de um irmão, e julga a
seu irmão, fala mal da lei, e julga a lei; e, se tu julgas a lei, já não és
observador da lei, mas juiz.

12 Há só um legislador que pode salvar e destruir. Tu, porém, quem és, que
julgas a outrem?

13 Eia agora vós, que dizeis: Hoje, ou amanhã, iremos a tal cidade, e lá
passaremos um ano, e contrataremos, e ganharemos;

14 Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque, que é a vossa vida?
É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece.

15 Em lugar do que devíeis dizer: Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos
isto ou aquilo.

16 Mas agora vos gloriais em vossas presunções; toda a glória tal como esta é
maligna.

17 Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado.

Mensagem crista Tiago 4

Introdução

O texto acima, tirado da Bíblia, nos leva a refletir sobre a origem das guerras e pelejas entre nós, humanos. Através das palavras de Deus, descobrimos que elas vêm de nossos desejos e invejas, da nossa falta de gratidão e da nossa presunção.

Vêm de nossos desejos e invejas

Deus nos faz uma pergunta direta: “De onde vêm as guerras e pelejas entre vós?”. A resposta que Ele nos dá é clara: “dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam”. Não há nada de errado em desejar coisas boas para nós mesmos, mas quando o desejo se transforma em cobiça ou inveja, ele nos leva a guerras e pelejas.

Da nossa falta de gratidão

Deus nos alerta que quando pedimos, mas não recebemos, é porque pedimos mal e para gastar em nossos deleites. Não somos gratos por aquilo que temos, e portanto, não conseguimos receber tudo aquilo que desejamos. Quando somos gratos, Deus nos abençoa e nos dá mais graça.

Da nossa presunção

Deus nos ensina que a amizade do mundo é inimizade contra Ele, e que aqueles que querem ser amigos do mundo são inimigos de Deus. Deus também nos alerta sobre a presunção e nos adverte que não sabemos o que acontecerá amanhã, e que devemos nos submeter a Ele e resistir ao diabo. Além disso, devemos humilhar-nos perante o Senhor para que Ele nos exalte.

Conclusão

Através desta passagem bíblica, aprendemos que as guerras e pelejas entre nós vêm de nossos desejos e invejas, da nossa falta de gratidão e da nossa presunção. Por isso, devemos buscar a Deus e resistir ao diabo, humilhando-nos perante o Senhor. Assim, não só nos livraremos das guerras e pelejas, mas também receberemos a graça de Deus.

Tiago 4:1-17: Onde vêm as guerras e pelejas?

De acordo com Tiago 4:1-17, as guerras e pelejas vêm de nossos desejos e cobiças. Nossa inveja e ambição nos afastam de Deus e nos tornam amigos do mundo. Ao querermos tudo aquilo que não podemos ter, nosso coração se torna inimigo de Deus e nosso espírito ciumento. A Escritura nos ensina que Deus resiste aos soberbos e dá graça aos humildes. Desta forma, devemos sujeitar-nos a Deus e resistir ao diabo. Precisamos entender que nossa vida é passageira e que não sabemos o que acontecerá amanhã. Não devemos nos gloriar em nossas presunções, pois isso é maligno. Por fim, devemos sempre fazer o bem, pois quem não o faz, comete pecado.

FAQ Sobre Tiago 4

1. Onde vêm as guerras e pelejas?
R: As guerras e pelejas vêm de nossos desejos e cobiças. Nossa inveja e ambição nos afastam de Deus e nos tornam amigos do mundo.

2. Como devemos nos comportar perante Deus?
R: Devemos nos sujeitar a Deus e resistir ao diabo. Precisamos entender que nossa vida é passageira e que não sabemos o que acontecerá amanhã.

3. Quais são as consequências de não fazer o bem?
R: Quem não faz o bem, comete pecado.

Leave A Reply

Your email address will not be published.